Imprensa livre e independente
04 de outubro de 2018, 22h18

Debate na Globo: Ciro ataca Haddad e Bolsonaro ao falar em “novo impeachment”

Ciro Gomes (PDT) escolheu Marina Silva (Rede) para fazer a primeira "dobradinha": perguntou se ela acha que Haddad ou Bolsonaro conseguirão governar, caso algum deles seja eleito

Reprodução
O debate entre presidenciáveis da Globo, último antes do primeiro turno, nesta quinta-feira (4), começou com uma “dobradinha” entre amigos. Ciro Gomes (PDT), o primeiro a perguntar por ordem de sorteio, escolheu Marina Silva (Rede) para concordar com suas críticas à Bolsonaro e ao PT. Os dois candidatos colocaram a candidatura do PT como sendo o outro lado da moeda de Bolsonaro. Ciro, na pergunta, aventou a possibilidade de um novo impeachment caso o militar da reserva ou o petista sejam eleitos. Marina, como já era esperado, concordou. “Acredito que permanecer essa polarização não vai permitir governar o Brasil. Ao...

O debate entre presidenciáveis da Globo, último antes do primeiro turno, nesta quinta-feira (4), começou com uma “dobradinha” entre amigos. Ciro Gomes (PDT), o primeiro a perguntar por ordem de sorteio, escolheu Marina Silva (Rede) para concordar com suas críticas à Bolsonaro e ao PT.

Os dois candidatos colocaram a candidatura do PT como sendo o outro lado da moeda de Bolsonaro. Ciro, na pergunta, aventou a possibilidade de um novo impeachment caso o militar da reserva ou o petista sejam eleitos. Marina, como já era esperado, concordou.

“Acredito que permanecer essa polarização não vai permitir governar o Brasil. Ao permanecer essa guerra, em que alguns estão votando por medo do Bolsonaro, outros por medo do Haddad, o Brasil vai ficar 4 anos vivendo uma situação de completa instabilidade. Política, econômica e social”, disse a ex-ministra.

Ciro e Marina vêm, nas últimas semanas, em uma estratégia de intenso ataque ao PT vendo a tendência, de acordo com as pesquisas, de Haddad disputar o segundo turno com Bolsonaro.

Veja também:  Renan Calheiros ironiza e pede que Dallagnol faça delação premiada: "Não dá lucro como as palestras, mas estanca o prejuízo"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum

#tags