A emergência é social, não fiscal – Por Paulo Nogueira Batista Jr

Não quero passar a impressão de que é irrelevante a preocupação com as finanças públicas. Ninguém pode, em sã consciência, ser contra a responsabilidade fiscal. Mas sem apelar para o terrorismo e lançar mão de propostas extravagantes