A precariedade do VAR no Brasil, por Carlos Eduardo Cantalice

O uso demasiado e confuso do VAR no Brasil desperta discussões.

Por

Não é de hoje que se reclama do mau uso do VAR nos jogos de futebol ocorridos no Brasil. Toda a demora em se analisar lances capitais de jogo, em decisões que não deveriam levar mais do que 1 ou 2 minutos, leva-se às vezes 5 minutos ou mais.

Na Europa, um lance igual, muitas vezes é apreciado em segundos. Raramente é usando a prerrogativa do árbitro ir ao computador analisar a jogada, como ocorre no Brasil.

Uma das causas, que já foi tema de debates, em mesas e rodas de futebol, ou até por especialistas em arbitragem, seria a má preparação dos profissionais e uma desconfiança em relação ao uso desses equipamentos.

Devemos acreditar ainda num favorecimento de determinados clubes? Realmente prefiro não crer nisso, mas sim acreditar numa má preparação dos profissionais de arbitragem. Aguardemos os próximos capítulos para saber como será o futuro do VAR no futebol brasileiro.