#Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de outubro de 2019, 16h56

Conselhos Tutelares: espaço de resistência pelos direitos de crianças e adolescentes

Em artigo, a deputada federal e ex-ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, fala sobre a importância das eleições dos Conselhos Tutelares, que acontecem em todo o país no próximo domingo (6)

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Por Maria do Rosário*

Neste domingo, dia 6 de outubro, a partir das 8 horas da manhã até às 17 horas, ocorrerão as eleições unificadas em todo o país para conselheiras e  conselheiros tutelares. Terão por quatro anos a tarefa de zelar pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), assegurando seu cumprimento, combater as violações de direitos, entre elas o abuso, a exploração, o tráfico sexual, e o trabalho infantil,  de meninas e  meninos.

Os Conselhos Tutelares são previstos pela Lei nº 8.069, de 13 de julho 1990, o Estatuto da Criança e Adolescente, que em seu Artigo 131 assevera: “O Conselho Tutelar é órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos nesta Lei”. Todos os municípios do Brasil devem ter ao menos um Conselho Tutelar, estrutura que se torna fundamental com o aumento da violência e o questionamento sobre a vida com direitos.  É preciso lembrar que crianças e adolescentes são “prioridade absoluta” segundo a Constituição Federal de 1988.

Resultado de uma árdua luta dos defensores de direitos humanos à época da Constituinte e início dos anos 1990, o Estatuto frutificou o trabalho coletivo de um vigoroso movimento nacional.

O voto ao Conselho Tutelar é facultativo, não menos importantes do que outros processos eleitorais. Trata-se do futuro de milhões de crianças e adolescentes brasileiros, que vêm sofrendo os impactos do desemprego de seus pais e mães, do corte das políticas públicas e do aumento da violência em especial em comunidades mais pobres e estigmatizadas.

Na condição de Deputada Federal, Ex-Ministra da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República e Ex-Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), gostaria de dizer que meu voto vai para quem defende integralmente os direitos de crianças e adolescentes, opõe-se a discursos violadores de direitos humanos e, também, luta por recursos para a garantia do funcionamento dos Conselhos Tutelares.

Há poucas semanas, o governo federal editou um Decreto desmontando a estrutura do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), o principal órgão colegiado do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e Adolescente. Este é o mais grave ataque de um modo de fazer política que desrespeita a Constituição e as leis ordinárias, promovendo um desmonte nas conquistas históricas de direitos humanos no Brasil.

Nessa conjuntura, as eleições para Conselheiros Tutelares são estratégicas e viram um importante espaço de resistência política pela democracia e direitos humanos e todas as iniciativas no sentido de valorizar ganham relevância. E, por isso, nos próximos dias estaremos relançando a Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos da Crianças e Adolescentes, resgatando uma agenda que não pode ser perdida.

A todas as pessoas com pensamento humanista, de respeito à infância e adolescência e que se preocupam com o respeito integral às pessoas, peço que se informem sobre candidaturas que defendam estes valores, locais de votação, avisem vizinhos, amigos e parentes. Nesta eleição para Conselheiras Tutelares estão em jogo os direitos de uma nova geração de brasileiros.

*Maria do Rosário é deputada federal (PT-RS), ex-ministra dos Direitos Humanos e ex-presidenta do Conanda

Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum