Debates

Improbidade administrativa em xeque – Por Gilmar Brunizio

É primordial ficar atento às novas regras sobre indisponibilidade de bens e as alterações da Lei de Improbidade porque isso poderá mudar processos existentes ou algumas acusações que, porventura, venham a existir

Compartilhar

Por Gilmar Brunizio *

Nos últimos tempos, as normas jurídicas que regulam as contratações governamentais vêm sofrendo alterações significativa. Destaca-se, a instituição do novo regime de Direito Público – Lei nº 13.655/2018; a nova Lei de Licitações e Contrato Administrativos (Lei nº 14.133/2021); por fim, as alterações na lei de improbidade administrativa (Lei nº 14.230/2021).  Estas, últimas, alterações modificaram a lei 8429 de 1992. Dois pontos são importantes a serem destacados: (i) A lei de improbidade administrativa segue a mesma premissa da lei penal, o que inclui princípio do in dubio pro reo. (ii) novo sistema de indisponibilidade de bens.

(i) O princípio do indubio pro reo última que nas hipóteses em que as alterações promovidas por uma nova lei beneficiam o réu, ela é aplicada. Em contrapartida, o que for alterado e prejudica o réu, não se aplica.

Por essa razão, os processos em tramitação precisam ser revisados com o fim de analisar se as recentes alterações, eventualmente, beneficiarão agentes públicos que figuram como réus em processo de improbidade administrativa. Esse é um destaque importantíssimo que pode alterar toda a vida desses agentes públicos.

(ii) Outro ponto que não era muito bem detalhado e agora possui regras mais definidas, diz respeito a existência de uma sistemática que resguarda a subsistência pessoal e as atividades daquelas empresas que contratam com a Administração Pública. A indisponibilidade de bens muitas vezes se apresentava de forma agressiva, com ordens de bloqueio inviabilizavam o pagamento de salários e levavam empresas a falência, enfim, a continuidade do objeto social de determinada sociedade empresaria.

Agora, a parte acusada precisará ser ouvida antes da determinação judicial. Ela só não terá esse benefício se for constatado a dilapidação de bens. Fora isso, primeiro ela terá a oportunidade de se defender das acusações e não ter as contas bloqueadas, por consequência, impedia que aquele agente público tivesse como sustentar a família. E, comumente, era o que acontecia.

Por conta disso, o juiz ao determinar a indisponibilidade de bens, deve antes buscar aqueles bens que não causam esse dano, de paralisação de atividades empresariais ou que provoque falta de subsistência pessoal. Primeiro tem que indisponibilizar veículos, imóveis, joias, entre outros e, no final, as contas bancárias.

É primordial ficar atento às novas regras sobre indisponibilidade de bens e as alterações da Lei de Improbidade porque isso poderá mudar processos existentes ou algumas acusações que, porventura, venham a existir.

Agentes públicos e empresas que contratam com Administração Pública são agentes passivos de uma ação judicial de improbidade administrativa. Conhecer sobre as alterações e estar ciente dos seus direitos é fundamental.

*Gilmar Brunizio é mestre em Direito Público, membro de Idarj e IAB e fundador do escritório Mendes & Brunizio.

**Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Este post foi modificado pela última vez em 2 dez 2021 - 22:33 22:33

Reprodução

Por
Reprodução

Última hora

  • Debates

O País do futuro – Por Luiz Claudio Romanelli

O escritor austríaco Stefan Zweig assina o livro “Brasil, um país do futuro”, no qual…

27 jan 2022 - 23:13
  • Blog do Mouzar

Sob a regência de Júlio Medaglia… E viva Chico Buarque! – Por Mouzar Benedito

Em seu blog, Mouzar Benedito relembra o "Quinteto do Couro da Geografia" da USP e…

27 jan 2022 - 23:00
  • Fala que eu discuto

Serguei, o mito – Por Lelê Teles

Pansexual, panafricanista, panamericano e pândego, foi uma espécie de Palhaço Krusty do roque nacional, ninguém…

27 jan 2022 - 22:46
  • Política

Sinalização de Lula ao centro atrai investimentos estrangeiros, diz sócio de gestora de fundos

Investidor estrangeiro, diante da postura de Lula, está mais otimista que o investidor local, afirma…

27 jan 2022 - 22:21
  • Política

Com 1% nas pesquisas, Simone Tebet tem candidatura ratificada por Temer: “pra valer”

Pesquisa Ipespe divulgada nesta quinta-feira mostra a senadora Simone Tebet com dificuldades de emplacar como…

27 jan 2022 - 21:55
  • Brasil

Câmeras reduzem em 85% as mortes em batalhões da PM de SP monitorados

Tecnologia fez ações letais desabarem. Na Rota, por exemplo, as ocorrências quase acabaram

27 jan 2022 - 21:51