Imprensa livre e independente
11 de julho de 2019, 10h44

Defensores de Moro e Bolsonaro marcam protesto contra participação de Glenn Greenwald na Flip

O fundador do site The Intercept Brasil deve ser alvo de protestos de moradores defensores de Sérgio Moro devido à sua participação em debate na Flipei, casa parceira da Festa Literária Internacional de Paraty. Manifestantes querem evitar que "o comunismo chegue em Paraty"

Glenn Greenwald (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
A participação do jornalista Glenn Greenwald, editor fundador do The Intercept Brasil, na Flipei, evento parceiro da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) promete ser alvo de manifestação de moradores da cidade apoiadores do ex-juiz federal Sérgio Moro e de Jair Bolsonaro. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Cerca de 500 pessoas organizadas em grupos de WhatsApp pretendem protestar contra o jornalista e forçar o cancelamento do debate que ele foi convidado. Os manifestantes reclamam que a participação de Glenn busca “levar a sede do comunismo para Paraty”. “Foi uma indignação instantânea...

A participação do jornalista Glenn Greenwald, editor fundador do The Intercept Brasil, na Flipei, evento parceiro da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) promete ser alvo de manifestação de moradores da cidade apoiadores do ex-juiz federal Sérgio Moro e de Jair Bolsonaro.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Cerca de 500 pessoas organizadas em grupos de WhatsApp pretendem protestar contra o jornalista e forçar o cancelamento do debate que ele foi convidado. Os manifestantes reclamam que a participação de Glenn busca “levar a sede do comunismo para Paraty”.

“Foi uma indignação instantânea quando essa palestra foi divulgada. A indignação é por um estrangeiro vir discutir sobre a Lava Jato, este patrimônio do brasileiro decente que cansou de ouvir barbaridades sobre roubalheira. Um americano que foi expulso do país dele. Falam que ele ganhou o prêmio Pulitzer, mas ele não ganhou nada, é tudo fake”, declarou um dos revoltosos à Folha.

A Flip disse que não interfere na programação das casas parceiras e a organização da Flipei confirmou que o espaço será mantido. “Defendemos a liberdade de expressão. É uma mesa de debate, não é palanque. Estes manifestantes vão ser muito bem-vindos, e, se quiserem, podem mandar perguntas para o Glenn na mesa, e elas serão respondidas”, disse Cauê Ameni, um dos organizadores.

Veja também:  Palestras de Deltan Dallagnol ainda são vendidas pela internet

“Escolhemos o Glenn porque ele é o jornalista mais importante do mundo hoje. Ele está mostrando com provas a face de um processo que todos suspeitavam que vinha acontecendo”, completou Ameni.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum