Imprensa livre e independente
15 de junho de 2019, 12h47

Defesa de Lula emite nota sobre mensagens publicadas no The Intercept

Última matéria divulgada pelo site mostra que Moro disse que advogados fizeram “showzinho”

É repugnante, ainda, constatar que a campanha midiática ocorrida em maio de 2017 objetivando atacar a memória de D. Marisa Letícia Lula da Silva tenha siNa manhça deste sábado (15) os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins soltaram uma nota comentando o conteúdo das mensagens divulgadas na sexta-feira (14) pelo The Intercept. A reportagem mostra que o ministro Sérgio Moro pede para que uma nota seja redigida pelo Ministério Público federal e divulgada para imprensa logo após o depoimento do ex-presidente Lula em Curitiba. Moro enviou uma mensagem para o procurador Carlos Fernando dos Santos afirmando que...

É repugnante, ainda, constatar que a campanha midiática ocorrida em maio de 2017 objetivando atacar a memória de D. Marisa Letícia Lula da Silva tenha siNa manhça deste sábado (15) os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins soltaram uma nota comentando o conteúdo das mensagens divulgadas na sexta-feira (14) pelo The Intercept. A reportagem mostra que o ministro Sérgio Moro pede para que uma nota seja redigida pelo Ministério Público federal e divulgada para imprensa logo após o depoimento do ex-presidente Lula em Curitiba.

Moro enviou uma mensagem para o procurador Carlos Fernando dos Santos afirmando que enviar o texto para a mídia era necessário para confrontar o depoimento de Lula depois do “showzinho” feito pela defesa. Em nota, os advogados de Lula dizem que “É estarrecedor constatar que o juiz da causa, após auxiliar os procuradores da Lava Jato a construir uma acusação artificial contra Lula, os tenha orientado a desconstruir a atuação da defesa técnica do ex-Presidente e a própria defesa pessoal por ele realizada durante seu interrogatório”.

Veja também:  Janot ao receber convite de Dallagnol para palestra: "Oi amigo kkkkkk, considero sim mas teremos que falar sobre cache"

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

O texto da defesa de Lula ainda rebate o comentário feito por Carlos Fernando Santos, onde ele acusa Lula de usar a memória da sua esposa, Marisa Letícia, para se defender. “É repugnante, ainda, constatar que a campanha midiática ocorrida em maio de 2017 objetivando atacar a memória de D. Marisa Letícia Lula da Silva tenha sido tramada pela Lava Jato, como também revelam as mensagens do “The Intercept”, declaram os advogados.

Confira abaixo a nota na íntegra:

Nota dos advogados do ex-Presidente Lula

É estarrecedor constatar que o juiz da causa, após auxiliar os procuradores da Lava Jato a construir uma acusação artificial contra Lula, os tenha orientado a desconstruir a atuação da defesa técnica do ex-Presidente e a própria defesa pessoal por ele realizada durante seu interrogatório (10/05/2017). As novas mensagens reveladas ontem (14/06/2019) pelo “The Intercept”, para além de afastar qualquer dúvida de que o ex-juiz Sérgio Moro jamais teve um olhar imparcial em relação a Lula, mostram o patrocínio estatal de uma perseguição pessoal e profissional, respectivamente, ao ex-Presidente e aos advogados por ele constituídos.

É inimaginável dentro de um Estado de Direito que o Estado-juiz e o Estado-acusador se unam em um bloco monolítico para atacar o acusado e seus advogados com o objetivo de impor condenações a pessoa que sabem não ter praticado qualquer crime.

É repugnante, ainda, constatar que a campanha midiática ocorrida em maio de 2017 objetivando atacar a memória de D. Marisa Letícia Lula da Silva tenha sido tramada pela Lava Jato, como também revelam as mensagens do “The Intercept”.do tramada pela Lava Jato, como também revelam as mensagens do “The Intercept”.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum