Imprensa livre e independente
25 de março de 2019, 14h48

Defesa de Lula entra com novo pedido no STJ para anular o caso triplex

Advogados de Lula devem usar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre caixa dois para pedir que o caso do tríplex seja anulado

Lula (Foto: Ricardo Stuckert)
A defesa do ex-presidente Lula pediu, nesta segunda-feira (25), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a anulação da condenação no caso do tríplex do Guarujá (SP) e o envio do processo para a Justiça Eleitoral A iniciativa foi tomada diante da possibilidade de o STJ julgar, nos próximos dias, o recurso protocolado em 2018 pelos advogados do ex-presidente para rever a condenação. Além disso, a manifestação foi baseada, também, na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou que crimes comuns conexos aos eleitorais devem ser julgados pela Justiça Eleitoral. Leia também: Em “nova fase”, Lava Jato em SP agora inicia perseguição...

A defesa do ex-presidente Lula pediu, nesta segunda-feira (25), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a anulação da condenação no caso do tríplex do Guarujá (SP) e o envio do processo para a Justiça Eleitoral

A iniciativa foi tomada diante da possibilidade de o STJ julgar, nos próximos dias, o recurso protocolado em 2018 pelos advogados do ex-presidente para rever a condenação. Além disso, a manifestação foi baseada, também, na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou que crimes comuns conexos aos eleitorais devem ser julgados pela Justiça Eleitoral.

Leia também: Em “nova fase”, Lava Jato em SP agora inicia perseguição a parentes de Lula

Os advogados de Lula trazem argumentos de que o caso do tríplex, em Guarujá (SP), envolveu desvios para campanhas e que a competência do processo não é da justiça criminal, que o conduziu, mas da eleitoral. Com isso, pedem sua anulação.

A peça traz falas públicas dos procuradores da força-tarefa de Curitiba Deltan Dallagnol e Carlos Fernando dos Santos Lima.

“Em 12.02.2019, o Procurador da República Deltan Dallagnol, líder da Força-Tarefa da Operação Lava Jato, postou um vídeo em sua conta no Twitter “alertando” para o fato de que, caso prevalecesse o entendimento de que cabe à Justiça Eleitoral processar e julgar crimes eleitorais e crimes de comuns conexos, as Ações Penais decorrentes da Lava Jato “iam ser nulas porque deveriam ter tramitado pela Justiça Eleitoral”, escreveu a defesa de Lula.

Veja também:  Danillo Gentili mentiu sobre ter sido demitido do SBT por crítica a Eduardo Bolsonaro

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum