Imprensa livre e independente
04 de junho de 2019, 16h23

Demitido da Globo por comentário racista, William Waack é contratado pela CNN

Em vídeo divulgado em novembro de 2017, o então âncora do Jornal da Globo disse: “Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é… é preto. É coisa de preto!”

Foto: Reprodução/GloboNews
O canal de TV CNN Brasil divulgou nesta terça-feira (4) a contratação dos jornalistas William Waack e Evaristo Costa, ambos ex-apresentadores da Rede Globo. Em novembro de 2017, quando apresentava o Jornal da Globo, Waack foi flagrado em um vídeo, no qual faz comentários racistas. Ele aparece ao lado do comentarista Paulo Sotero, à frente da Casa Branca, em Washington (EUA), quando um carro começa a buzinar na rua. Irritado, reage ao barulho: “Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é… é preto. É coisa de preto!”, e ri junto com...

O canal de TV CNN Brasil divulgou nesta terça-feira (4) a contratação dos jornalistas William Waack e Evaristo Costa, ambos ex-apresentadores da Rede Globo.

Em novembro de 2017, quando apresentava o Jornal da Globo, Waack foi flagrado em um vídeo, no qual faz comentários racistas.

Ele aparece ao lado do comentarista Paulo Sotero, à frente da Casa Branca, em Washington (EUA), quando um carro começa a buzinar na rua.

Irritado, reage ao barulho: “Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é… é preto. É coisa de preto!”, e ri junto com o comentarista ao lado. Depois de grande polêmica e pressão, Waack foi demitido da Rede Globo.

Sotero, por sua vez, foi um dos principais apoiadores do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff em território norte-americano. Ele é diretor do “Brazil Center no Woodrow Wilson Center”, uma instituição dos Estados Unidos de estudos de geopolítica.

Londres

Evaristo Costa está escalado para apresentar um programa semanal, com jornalismo e entretenimento, diretamente de Londres, na Inglaterra.

Veja também:  Após saída de Mauro Naves e Marcos Uchoa, Tino Marcos pede licença da Globo

“Estou muito feliz de fazer parte do lançamento da CNN Brasil. E a oportunidade de apresentar meu programa diretamente do estúdio da CNN em Londres é algo único. Certamente é o movimento mais importante da minha carreira”, publicou o jornalista em seu Instagram.

Comandante

Douglas Tavolaro, autor da biografia do líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Rede Record, bispo Edir Macedo, deixou a direção de jornalismo da emissora, em janeiro de 2019, para comandar o projeto da CNN Brasil. Tavolaro é sobrinho de Macedo.

Assistam ao vídeo do comentário racista de William Waack:

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum