Imprensa livre e independente
13 de abril de 2019, 18h29

Deputada que denunciou laranjal do PSL diz que foi ameaçada de morte por ministro

Alê Silva (PSL-MG) prestou depoimento à Polícia Federal sobre um suposto esquema de candidaturas laranja do PSL comandado pelo ministro do Turismo, Álvaro Antônio, e pediu proteção pois teria sido ameaçada de morte

Divulgação
A deputada federal Alê Silva (PSL-MG) prestou depoimento à Polícia Federal na última quarta-feira (10) e pediu proteção policial pois estaria sendo ameaçada de morte pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Ela denúnciou de maneria espontânea um suposto esquema de candidaturas laranja em seu partido, que é o mesmo de Jair Bolsonaro. As informações são da Folha de S. Paulo. De acordo com o jornal, a parlamentar teria recebido a informação de que a ameaça foi feita pelo ministro durante uma reunião com correligionários. Leia também “Queria ajudar Bolsonaro a mudar o país. Que nojeira”, diz candidata chamada para...

A deputada federal Alê Silva (PSL-MG) prestou depoimento à Polícia Federal na última quarta-feira (10) e pediu proteção policial pois estaria sendo ameaçada de morte pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Ela denúnciou de maneria espontânea um suposto esquema de candidaturas laranja em seu partido, que é o mesmo de Jair Bolsonaro. As informações são da Folha de S. Paulo.

De acordo com o jornal, a parlamentar teria recebido a informação de que a ameaça foi feita pelo ministro durante uma reunião com correligionários.

Leia também
“Queria ajudar Bolsonaro a mudar o país. Que nojeira”, diz candidata chamada para ser laranja em Minas Gerais

As denúncias indicam que Álvaro Antônio teria comandado um esquema, durante a campanha eleitoral do ano passado, em que recursos expressivos eram destinados a candidaturas femininas sem que houvesse, de fato, campanhas que demandassem tanto dinheiro. Essas candidatas mulheres serviriam como “laranjas” para que esses recursos fossem repassados a assessores do gabinete do ministo, que à época era deputado federal. Esquema semelhante teria ocorrido no diretório do PSL em Pernambuco.

Veja também:  Eduardo Bolsonaro sobre embaixada: “já fiz intercâmbio, já fritei hambúrgueres nos EUA"

O ministro do Turismo nega as acusações.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum