Imprensa livre e independente
25 de maio de 2019, 11h13

Deslocamento do paredão de barragem da Vale chega a 18 cm e pode romper a qualquer momento

De acordo com a Agência Nacional de Mineração, a expectativa é que rompimento de talude ocorra neste fim de semana

Foto: Reprodução/Globocop
De acordo com a Agência Nacional de Mineração (ANM), o deslocamento do talude (paredão) em uma mina da Vale, em Barão de Cocais, Minas Gerais, pode ocorrer a qualquer momento. A movimentação chegou a 18 cm, neste sábado (25). O talude é um paredão que fica acima da cava de mineração na Mina de Gongo Soco, que está cheia de água. A barragem Sul Superior está a 1,5 quilômetro da cava. O risco é que o rompimento pode ocasionar uma reação em cadeia por abalos e o colapso da barragem. Cenário menos grave, mas preocupante, indica a possibilidade de a...

De acordo com a Agência Nacional de Mineração (ANM), o deslocamento do talude (paredão) em uma mina da Vale, em Barão de Cocais, Minas Gerais, pode ocorrer a qualquer momento. A movimentação chegou a 18 cm, neste sábado (25).

O talude é um paredão que fica acima da cava de mineração na Mina de Gongo Soco, que está cheia de água. A barragem Sul Superior está a 1,5 quilômetro da cava.

O risco é que o rompimento pode ocasionar uma reação em cadeia por abalos e o colapso da barragem. Cenário menos grave, mas preocupante, indica a possibilidade de a água da cava transbordar e atingir rios da região.

Wagner Nascimento, chefe da Divisão de Segurança de Barragens da Agência Nacional de Mineração (ANM), declarou que não é possível prever o dia em que ocorrerá a ruptura. No entanto, de acordo com ele, a tendência é que seja neste fim de semana.

Inundação e mortes

Segundo estudo da própria Vale, caso o pior cenário aconteça, haverá, provavelmente, “inundação generalizada de áreas rurais e urbanas” com mortes, principalmente no distrito de Socorro e nas cidades de Barão de Cocais, Santa Bárbara e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Veja também:  Leia íntegra da troca de mensagens entre Moro e Deltan publicadas pela Folha e o The Intercept

A população de Barão de Cocais passou por dois treinamentos de simulação de situação de emergência, caso ocorra mesmo o rompimento da barragem.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum