Editorial – a violência policial e a falta de reflexão

Não é de hoje que a revista Fórum discute a questão da violência policial que, como já mostramos em artigos, reportagens e entrevistas, é seletiva. Mas é incrível como um episódio como o que envolveu Cláudia da Silva Ferreira, baleada, arrastada por uma viatura e morta, não propicie uma reflexão sobre a estrutura de segurança pública que temos hoje no Brasil.

Em geral, quando temos crimes cuja autoria conta com a participação de um menor de 18 anos, não tarda muito para apresentadores de programas policiais, comentaristas e parlamentares oportunistas surgirem com propostas de redução da maioridade, ainda que os episódios lamentáveis, espetacularizados, sejam bem mais raros do que sugere a mídia tradicional. No entanto, casos como o de Cláudia não são raridade. Nas periferias, são o triste cotidiano, um reflexo da mão que o Estado oferece a quem já tem tantos direitos negados.

Como você poderá ler em matéria desta edição, o índice de vitimização policial no Brasil ultrapassa qualquer parâmetro razoável: foram 1.890 pessoas mortas em 2013. Em um país democrático, é inaceitável que tenhamos uma estatística como esta e não discutamos soluções efetivas para isso, como a unificação das polícias e a desmilitarização. Nos chocamos com episódios como o de Cláudia, mas não discutimos como evitar que novas Cláudias venham a perecer.

Por isso, mais uma vez tocamos nesta que é uma questão fundamental para a nossa democracia, já que envolve a remoção de um entulho autoritário vindo de tristes eras e que não pode continuar moldando o nosso sistema de segurança pública.  Boa leitura.

Foto: Agência Brasil/Wikimedia Commons