Imprensa livre e independente
20 de fevereiro de 2019, 19h13

Dilma critica proposta da Previdência: “Os mais prejudicados são os que ganham menos”

Ex-presidenta, porém, celebrou a derrota de Bolsonaro no Congresso Nacional: “A preservação da Lei de Acesso à Informação é uma vitória da verdade e da democracia, contra as trevas do arbítrio”

Foto: Agência Brasil
A ex-presidenta Dilma Rousseff criticou a proposta de reforma da Previdência Social apresentada pela equipe econômica de Jair Bolsonaro. Via Twitter, ela disse: “A reforma da previdência apresentada é 1 afronta. E impõe pesadas perdas aos mais pobres. Os + prejudicados são os que ganham menos, os que têm expectativa de vida + baixa, entram no mercado + cedo e em profissões que exigem + esforço físico”. A reforma da previdência apresentada é 1 afronta. E impõe pesadas perdas aos mais pobres. Os + prejudicados são os que ganham menos, os que têm expectativa de vida + baixa, entram no...

A ex-presidenta Dilma Rousseff criticou a proposta de reforma da Previdência Social apresentada pela equipe econômica de Jair Bolsonaro. Via Twitter, ela disse:

“A reforma da previdência apresentada é 1 afronta. E impõe pesadas perdas aos mais pobres. Os + prejudicados são os que ganham menos, os que têm expectativa de vida + baixa, entram no mercado + cedo e em profissões que exigem + esforço físico”.


Em contrapartida, Dilma celebrou a derrota de Bolsonaro no Congresso Nacional: “A preservação da Lei de Acesso à Informação é uma vitória da verdade e da democracia, contra as trevas do arbítrio que o governo Bolsonaro tenta nos impor”.

“A derrubada do decreto que desfigurava a Lei de Acesso à Informação, criada por Lula e sancionada por mim em 2012, preserva o dever de transparência do estado e o direito do povo à informação pública”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Em troca de Eduardo, Trump cogita nomear filho Eric embaixador no Brasil

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum