Imprensa livre e independente
21 de junho de 2016, 11h28

Dilma planeja financiamento coletivo para viajar pelo Brasil

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, equipe da presidenta Dilma Rousseff pensa em lançar uma campanha de crowfundind, depois que governo Temer a impediu de utilizar os aviões da FAB para deslocamentos pelo país.

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, equipe da presidenta Dilma Rousseff pensa em lançar uma campanha de crowfundind, depois que governo Temer a impediu de utilizar os aviões da FAB para deslocamentos pelo país Por Redação De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, a presidenta Dilma Rousseff planeja lançar um projeto de financiamento coletivo para angariar fundos para viajar pelo Brasil. Impedida de utilizar os aviões da Força Aérea Brasileira, com exceção do trecho Brasília-Porto Alegre, onde reside, a presidenta buscou fundos com o PT, que teria julgado a conta “salgada”. Quando o governo interino de...

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, equipe da presidenta Dilma Rousseff pensa em lançar uma campanha de crowfundind, depois que governo Temer a impediu de utilizar os aviões da FAB para deslocamentos pelo país

Por Redação

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, a presidenta Dilma Rousseff planeja lançar um projeto de financiamento coletivo para angariar fundos para viajar pelo Brasil.

Impedida de utilizar os aviões da Força Aérea Brasileira, com exceção do trecho Brasília-Porto Alegre, onde reside, a presidenta buscou fundos com o PT, que teria julgado a conta “salgada”.

Quando o governo interino de Michel Temer restringiu a locomoção da presidenta por aviões da FAB, o advogado de defesa de Dilma apontou estranheza, uma vez que a decisão caberia, segundo ele, ao poder Legislativo.

 

Foto:Roberto Stuckert Filho/PR

Veja também:  Dilma ingressa com representação no STF contra fake news de Bolsonaro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum