Imprensa livre e independente
23 de novembro de 2018, 20h32

Dilma Rousseff afirma que processo deslegitima a soberania do voto popular

Em nota, assessoria de imprensa diz que a única interpretação possível é que a ex-presidenta, como os outros réus, estão sendo vítimas de "lawfare", quando se utiliza de ferramentas legais para processá-la sem provas. 

A assessoria de imprensa da ex-presidenta Dilma Rousseff divulgou, nesta sexta-feira (23), nota em relação à denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra ela e o ex-presidentes Lula, além dos ex-ministros da Fazenda Antonio Palocci e Guido Mantega e do ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto. Em nota, sua assessoria de imprensa diz que a única interpretação possível é que a ex-presidenta Dilma, como os outros réus, estão sendo vítimas de “lawfare”, quando se utiliza de ferramentas legais para processá-la sem provas.  Leia íntegra da nota: NOTA À IMPRENSA A decisão do juiz da 10ª Vara Federal de Brasília de instaurar processo criminal contra a ex-Presidenta Dilma Rousseff, por supostamente integrar uma organização criminosa, está baseada numa tentativa clara de criminalização da política e do PT. O processo aberto deslegitima a soberania do voto popular ao tornar...

A assessoria de imprensa da ex-presidenta Dilma Rousseff divulgou, nesta sexta-feira (23), nota em relação à denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra ela e o ex-presidentes Lula, além dos ex-ministros da Fazenda Antonio Palocci e Guido Mantega e do ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto.

Em nota, sua assessoria de imprensa diz que a única interpretação possível é que a ex-presidenta Dilma, como os outros réus, estão sendo vítimas de “lawfare”, quando se utiliza dferramentas legais para processá-la sem provas. 

Leia íntegra da nota:

NOTA À IMPRENSA

decisão do juiz da 10ª Vara Federal de Brasília de instaurar processo criminal contra ex-Presidenta Dilma Rousseff, por supostamente integrar uma organização criminosa, está baseada numa tentativa clara de criminalização da política do PT.

O processo aberto deslegitima a soberania do voto popular ao tornar o exercício da Presidência uma atividade criminosa. A denúncia é genérica e as acusações não derivam de inquéritos ou de qualquer investigação prévia. Dilma Rousseff jamais foi ouvida por autoridades policiais ou judiciais sobre as acusações que lhe são feitas neste processoJamais teve a oportunidade de defesa.

A única interpretação possível é que a ex-presidenta Dilma, como os outros réus, está sendo vítima de “lawfare”, quando se utiliza dferramentas legais para processá-la sem provas. 

Assessoria de imprensa

Dilma Rousseff

Veja também:  Weintraub vai propor fundo privado para bancar universidades federais em plano que será anunciado hoje

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum

#tags