Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de agosto de 2018, 09h54

72 detentos sumiram após rebeliões de 2017; MDH suspeita de mortes

Segundo o Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, órgão que inspeciona penitenciárias, ligado ao Ministério dos Direitos Humanos, depois das rebeliões em presídios em 2017, 72 detentos desapareceram

Segundo relatório anual do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, órgão que inspeciona penitenciárias e é ligado ao Ministério dos Direitos Humanos, depois das rebeliões em presídios no ano passado, 72 detentos desapareceram. O relatório será divulgados nesta quarta (1º).

A versão oficial do governo federal é que os presos fugiram e não foram localizados. Mas o órgão levanta outra hipótese. “Os casos envolvem desde a omissão criminosa do Estado – ao não exercer sua obrigação de empreender investigação e buscas de corpos – até suspeitas fundadas em fortes indícios de práticas de homicídios envolvendo agentes públicos, passando inclusive pela ocultação de cadáver”, diz o relatório.

Nas rebeliões ocorridas no final de 2017, oito pessoas desapareceram de um presídio em Roraima e outras 64, de uma penitenciária no Rio Grande do Norte.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum