Fórum Educação
10 de agosto de 2019, 13h31

A palavra lésbica deixa de ser pornográfica no Google

A partir de agora, na pesquisa por lésbicas no Google, você encontrará a página da Wikipédia e outros conteúdos informativos

(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

O Google mudou seu algoritmo para que a palavra lésbica pare de direcionar para sites de conteúdo sexual e pornográficos. A página francesa de ativismo #SEOlesbienne foi uma das mais mobilizadas ao apontar essa situação e seu grupo é reconhecido por vários meios de comunicação LGTB + por influir na decisão de mudança da grande empresa de tecnologia.

As inúmeras reclamações foram atendidas pela plataforma de busca: “Acho que esses resultados são terríveis, não há dúvida sobre isso”, disse à mídia francesa Numerama a vice-presidente de qualidade de motores de busca do Google, Pandu Nayak.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Estamos cientes de que existem problemas como este em muitas línguas e desenvolvemos algoritmos para melhorar essa pesquisa, um após outro”, acrescentou. A empresa confirmou que a mudança no algoritmo ocorreu em 19 de julho.

A partir de agora, na pesquisa por lésbicas no Google, você encontrará a página da Wikipédia e outros conteúdos informativos.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum