#Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de setembro de 2019, 13h25

Al Janiah, bar de refugiados em SP, sofre ataque fascista

Local, construído por palestinos refugiados da Guerra na Síria e por militantes do Movimento Palestina Para Todos, foi alvo de ataque, com bombas e gás de pimenta

Foto: Reprodução/TVT

O Bar e Restaurante Al Janiah, em São Paulo, foi violentamente atacado, neste sábado (31). Um grupo fascista jogou bombas no estabelecimento, no momento em que ocorria a apresentação de músicos brasileiros e sul-africanos.

O local é um espaço de referência na luta democrática na capital paulista. Construído por palestinos refugiados da Guerra na Síria e por militantes do Movimento Palestina Para Todos (MOP@T), o bar e restaurante foi alvo de intolerância.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Os homens atiraram garrafas e gás de pimenta para dentro da casa. O DJ Marcel Rouge, que estava trabalhando no Al Janiah no momento do ataque, postou um relato nas redes sociais:

“Uma das maiores barbáries que já presenciei. Xenofobia não é mimimi. Jogaram garrafas e gás de pimenta dentro do Al Janiah, um local de refugiados, que emprega 35 pessoas. É revoltante e triste presenciar isso. Esse ódio por causa da cor, etnia e opção sexual é algo que não tem como aceitar. Esse presidente é a pessoa mais bizarra que tem no mundo. Eu vomitei e passei mal com as agressões. Um monte de gente também. Até quando isso? A palavra RESISTÊNCIA é motivo de chacota em rede social, no dia a dia quem sofre são os de fora, os negros e os homossexuais. O que passei e vi hoje jamais irei esquecer. Fascista, reaças imbecis, vocês são uns merdas. E estaremos resistindo a isso. Hipócritas. O que está acontecendo no Brasil não pode ser assistido calado. Não dá pra apoiar torturador, não dá pra aceitar isso. Pensem. Mais Amor. Preconceito e ditadura não dá, não dá pra tapar o sol com a peneira… Lamentável”.

Leia também: Al Janiah em nota oficial: Não podemos nos calar diante da motivação deste ato

Assista ao vídeo:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum