Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de dezembro de 2018, 15h58

Após acusações de abuso sexual contra médium, promotora pede que vítimas o denunciem ao MP

Dez mulheres afirmaram ao jornalista Pedro Bial que sofreram abuso sexual por parte de João de Deus, na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, Goiás

Foto: Divulgação

Depois que dez mulheres acusaram o médium João de Deus de abuso sexual no programa Conversa com Bial, da Rede Globo, Silvia Chakian, promotora de Justiça, solicita que todas as pessoas que se sentirem vítimas o denunciem ao Ministério Público, de acordo com informações do G1. As ocorrências teriam acontecido na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, Goiás.

“Daqui para frente, todos os casos são processados mediante ação penal pública e o titular dessa ação penal é o Ministério Público. Aí, a importância de todos esses casos chegarem ao conhecimento do MP sempre”, relatou, em entrevista ao Jornal Hoje.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Silvia compreende a demora na denúncia, em função da vulnerabilidade das vítimas de abusos. No entanto, considera imprescindível o fato de não se ter prazo para registrar estes crimes.

“Em casos como esse, fica muito claro como o prazo era insuficiente para mulheres que sofrem e demoram, muito mais de seis meses, para se compreenderem como vítimas de violência. É próprio do pós-trauma essa demora em denunciar”, acrescentou.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum