#Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de setembro de 2019, 11h40

Após condenação por entrar em estádio de futebol, torcedora iraniana coloca fogo no próprio corpo

Para tentar ingressar no estádio, Sahar Khodayari fingiu ser um homem; usava uma peruca azul e um longo casaco quando a polícia descobriu e a deteve

Foto: Reprodução/Twitter

Uma torcedora de futebol iraniana se matou depois de colocar fogo no próprio corpo. A atitude foi um protesto após ela tomar conhecimento que podia ter de cumprir uma sentença de seis meses de prisão por ter tentado entrar em um estádio.

No Irã as mulheres são banidas de assistir jogos em estádios de futebol, apesar de serem aceitas em outros esportes, como o vôlei, por exemplo.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Sahar Khodayari não resistiu aos ferimentos e morreu em um hospital de Teerã, de acordo com a agência de notícias Shafaghna. Aos 30 anos, ela era conhecida como a “Garota Azul” nas mídias sociais pelas cores de time que torcia: o Esteghlal.

Para tentar ingressar no estádio, Sahar fingiu ser um homem. Usava uma peruca azul e um longo casaco quando a polícia descobriu e a deteve.

A mulher era formada em ciências da computação, passou três noites na prisão antes de ser liberada para acompanhar o processo judicial. Até agora, nenhum veredicto foi proferido no caso dela.

Boicote

O ex-jogador do Bayern de Munique, da Alemanha, Ali Karimi, que sempre defendeu o direito das mulheres de entrarem em praças de esportes, pediu, em suas redes sociais, para que os iranianos boicotem os estádios, em protesto pela morte da torcedora.

O ministro da tecnologia da informação e comunicação, Mohammad Javad Azari Jahromi, descreveu o caso como um “incidente amargo”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum