Às pressas, Doria e Covas retiram gratuidade do transporte público para idosos de 60 a 65 anos

“A medida não terá impacto significante para o subsídio, mas impactará profundamente a vida de idosos vulneráveis na cidade”, diz nota do Idec

Após as eleições e nos últimos dias de 2020, João Doria (PSDB) e Bruno Covas (PSDB) agiram de forma conjunta e retiraram a gratuidade do transporte público para idosos de 60 a 65 anos.

A medida, que deve entrar em vigor já a partir de 1 de janeiro, vale para metrôs, trens e ônibus municipais e intermunicipais.

Para quem tem mais de 65 anos, o transporte continua gratuito. A prefeitura conseguiu aprovar a retirada do benefício na Câmara Municipal na terça-feira (22) e, rapidamente, sancionou o texto nesta quarta (23).

Em relação ao governo do estado, Doria publicou no Diário Oficial de quarta um decreto que suspendeu a regulamentação da lei estadual que previa o benefício.

Conforme estabelece o Estatuto do Idoso, por meio de lei federal, idosos acima de 65 têm isenção nas passagens. Em 2013, o limite havia diminuído, ampliando o benefício para 60 anos, durante as gestões municipal, de Fernando Haddad (PT), e estadual, de Geraldo Alckmin (PSDB). 

Governo do estado e prefeitura de São Paulo divulgaram uma nota conjunta a respeito da decisão: “A mudança na gratuidade acompanha a revisão gradual das políticas voltadas a esta população, a exemplo da ampliação da aposentadoria compulsória no serviço público, que passou de 70 para 75 anos, a instituição no Estatuto do Idoso de uma categoria especial de idosos, acima de 80 anos, e a recente Reforma Previdenciária, que além de ampliar o tempo de contribuição fixou idade mínima de 65 anos para aposentadoria para homens e 62 anos para mulheres”.

Medida prejudicial

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) lamentou a sanção feita “às pressas da lei que extinguiu a gratuidade no sistema de ônibus de São Paulo dos idosos entre 60 e 65 anos”.

Em nota, a entidade disse: “A medida é prejudicial porque é um ataque ao direito dos usuários e usuárias e, ao ser um obstáculo ao acesso de pessoas ao sistema de transporte, vai na contramão do que as cidades precisam, desestimulando o uso de transporte coletivo”.

“Além disso, a economia será irrisória, pois grande parte dos idosos usam o RG para acessar os ônibus e ficam antes da catraca e, em alguns meses, o sistema de ônibus de São Paulo vai passar a pagar as concessionárias por custo, e não por passageiro transportado, reduzindo ainda mais o impacto das gratuidades dos idosos”, diz trecho do comunicado.

“Ou seja, a medida não terá impacto significante para o subsídio, mas impactará profundamente a vida de idosos vulneráveis na cidade”, completa.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR