Fórumcast #20
09 de maio de 2018, 15h20

Ator britânico Benedict Cumberbatch só aceitará papéis se pagarem o mesmo às mulheres

Ele ressaltou que produções como “Pantera Negra”, hoje a terceira maior bilheteria da história, é a prova de que a diversidade não é incompatível com a rentabilidade

Foto: Wikimedia Commons

Protagonista de sucessos como “Sherlock”, na televisão, e “Doutor Estranho”, no cinema, Benedict Cumberbatch declarou, em entrevista à Radio Times, que daqui para frente não aceitará papéis caso as atrizes não recebam o mesmo valor do que os homens, segundo informou a EFE e veiculou O Estado de S.Paulo. “Igualdade de remuneração e um lugar à mesa são os princípios centrais do feminismo. Veja as cotas. Pergunte quanto está sendo pago e diga: ‘Se ela não for paga da mesma forma que os homens, eu não vou fazer isso”’, afirmou o ator britânico. Ele aproveitou para revelar que seu próximo projeto é uma história a respeito de maternidade “a partir da ótica feminina. Metade do elenco é mulher”, adiantou.

Cumberbatch ressaltou que produções como “Pantera Negra”, hoje a terceira maior bilheteria da história, é a prova de que a diversidade racial não é incompatível com a rentabilidade. As afirmações do britânico ocorrem logo depois da polêmica no Reino Unido sobre a diferença salarial entre atores e atrizes. Claire Foy, por exemplo, que interpreta o papel principal (Rainha Elizabeth II) da série “The Crown”, do Netflix, ganha menos do que par, Matt Smith (Príncipe Philip).

Veja também:  Assessor 2 a Dallagnol: Tudo o que você não precisa é ser associado ao Bolsonaro, "por favorzinho"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum