Entrevista exclusiva com Lula
27 de fevereiro de 2019, 16h33

Caixa afasta gerente que mandou expulsar empresário negro de agência

Instituição bancária informou, também, que vai abrir sindicância interna para apurar o caso e realizar treinamento com funcionários em todas as unidades

Crispim Terral - Foto: Reprodução/Facebook

A Caixa Econômica Federal decidiu afastar o gerente de uma agência de Salvador, Bahia, onde o empresário Crispim Terral foi agredido por policiais, inclusive com um golpe chamado “mata-Leão”, e retirado à força do local, na frente da filha de 15 anos.

Por intermédio de uma nota, a instituição bancária informou, ainda, que vai abrir uma sindicância interna para investigar o caso. Além disso, prometeu que promoverá treinamento em todas as suas unidades para reforçar a política de relacionamento com os clientes.

“A Caixa prima pelo respeito à diversidade de raça, origem, etnia, gênero, cor, idade, classe social ou qualquer tipo de diferença entre as pessoas”, informou a nota, que ressalta, também, que o banco segue uma política de “atendimento com zelo, presteza e prontidão aos clientes e usuários, de forma justa e equitativa”.

Crispim acusa o banco de racismo e declarou que vai formalizar denúncia contra os PMs que o imobilizaram e o gerente da agência.

Foto: Reprodução/Vídeo

Manifestação

Nesta terça-feira (26), foi realizada uma manifestação na agência onde ocorreu o caso. Um grupo de 100 pessoas foi até a Caixa do Relógio de São Pedro, na Avenida Sete de Setembro, Centro de Salvador. O objetivo foi cobrar respostas sobre o episódio.

Crispim, que é proprietário da Farmácia Terral, no Recôncavo Baiano, participou do ato.

Assistam ao vídeo da manifestação:

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum