Caso do Carrefour: Deputados vão a Porto Alegre para investigar assassinato de João Alberto

Comissão externa da Câmara que analisa o caso se reunirá com familiares de João Alberto, com movimentos sociais e autoridades; um dos objetivos é discutir propostas e leis que tratem sobre o racismo

Criada no dia 23 de novembro, a Comissão Externa da Câmara dos Deputados que investiga o assassinato de João Alberto – homem negro espancado até a morte por seguranças em uma loja do Carrefour no dia 19 de novembro – irá até Porto Alegre (RS) para se reunir com familiares da vítima, movimentos sociais e autoridades.

A Comissão Externa é composta por Maria do Rosário (PT-RS), Damião Feliciano (PDT-PB), Bira do Pindaré (PSB-MA), Orlando Silva (PCdoB-SP), Vicentinho (PT-SP), Áurea Carolina (PSOL-MG), Benedita da Silva (PT-RJ) e Silvia Cristina (PDT-RO).

Ao longo do dia, além de se reunir com a família de João Alberto, os parlamentares farão uma série de encontros e reuniões, entre eles com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

A comissão também se reunirá com a bancada de vereadores negros e negras de Porto Alegre e realizará audiências com membros do Executivo e do Judiciário.

Além de acompanhar o andamento das investigações sobre o assassinato bárbaro de João Alberto, um dos objetivos da visita técnica é discutir propostas que tramitam no Congresso que tratam sobre o tema do racismo. Um projeto de lei de Orlando Silva (PL 5160/2020), que integra o grupo de parlamentares, inclusive, visa punir estabelecimentos e empresas em que haja reincidência de casos de racismo.

Até o momento, foram presos de forma preventiva os dois seguranças terceirizados que participaram do espancamento de João Alberto, Giovane Gaspar da Silva e Magno Braz Borges, além da fiscal do Carrefour, Adriana Alves Dutra, que aparece nas imagens que registraram o crime. A Polícia Civil do RS segue investigando o caso.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR