Corte aceita denúncia contra Bolsonaro por descumprimento de sentença sobre Guerrilha do Araguaia

A denúncia foi feita pela bancada do PSOL na Câmara Federal, pelo Instituto Vladimir Herzog e o Núcleo de Preservação da Memória Política

A Corte Interamericana de Direitos Humanos aceitou como amicus curiae (interessada na causa) uma ação que denuncia o governo de Jair Bolsonaro por descumprimento de disposições da sentença que condenou o Brasil por violação dos direitos humanos na Guerrilha do Araguaia.

A denúncia foi feita pela bancada do PSOL na Câmara Federal, pelo Instituto Vladimir Herzog e o Núcleo de Preservação da Memória Política. As entidades já tinham encaminhado outra denúncia à corte em 2020, de acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

A guerrilha

A Guerrilha do Araguaia foi uma tentativa de ação revolucionária comunista no Brasil, entre os anos de 1967 a 1974, na região conhecida como Bico do Papagaio, na fronteira entre os estados do Pará, Maranhão e Tocantins.

A guerrilha recebeu este nome porque a região é entrecortada pelo Rio Araguaia. Integrantes do PCdoB, à época, seguiam a linha adotada por Mao Tsé-Tung na China. O objetivo era lutar contra a ditadura militar.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR