Daniela Lima, da CNN, é atacada nas redes por bolsonaristas após criticar operação no Jacarezinho

A jornalista disse que a ação policial que provocou a morte de 29 pessoas foi “desastrosa e trágica”; Neymar foi um dos que criticaram: “Parece piada mesmo”

A jornalista da CNN Brasil, Daniela Lima, foi atacada nas redes sociais por bolsonaristas, porque disse que a operação policial que provocou a Chacina do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, foi “desastrosa e trágica”. Até o jogador Neymar, que já foi fotografado ao lado de Jair Bolsonaro, criticou Daniela.

O atleta do Paris Saint-Germain respondeu um comentário do amigo e também jogador e bolsonarista, Lucas Moura, que joga no Tottenham, da Inglaterra.

“Parece piada um negócio desse. Cada dia se superam, impressionante”, postou Moura. “Parece piada mesmo, só pode”, completou Neymar.

O trecho no qual ela analisa a ação policial viralizou e foi repostado, com críticas, pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filhos do presidente.

“O discurso da polícia é que estava todo mundo fortemente armado. Aparentemente, estavam muito armados, mas não sabiam atirar, né? Eram 24 armados, mataram só um [policial] do outro lado e morreram todos esses, né?”, disse Daniela.

Depois dos ataques, a jornalista precisou voltou às redes para se explicar.

Tese de confronto

“Pelo visto há um esforço de distorção. Então, vou responder aqui e só. O que tem que prender 21, deixa quase 30 mortos e prende seis, não pode ser considerada eficaz. Obviamente estou questionando a tese de confronto, como também fez o STF. Eu, ao contrário de alguns, não queria ninguém morto”, escreveu.

Em seguida, acrescentou: “Em nenhum momento quis minimizar a morte do policial. Rogo por um país em que a polícia não tenha que matar e muito menos que morrer. Que tenha condições de, com segurança, cumprir a lei. Prender quem deve ser preso”.

Com informações do UOL

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.