#Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de outubro de 2019, 19h18

Em palestra, Angela Davis critica Bolsonaro e cita Marielle e Preta como símbolos de liberdade

Filósofa e ativista norte-americana apontou semelhanças entre o governo de Jair Bolsonaro e de Donald Trump e disse que o brasileiro “parece se identificar com ditaduras militares”

Foto: Reprodução

Filósofa, ativista e um dos principais símbolos de luta pela liberdade, Angela Davis está no Brasil, participando do seminário “Democracia em Colapso?”, produzido pelo Sesc e editora Boitempo.

Em palestra proferida neste sábado (19), a norte-americana apontou semelhanças entre o governo de Jair Bolsonaro e de Donald Trump e disse que o brasileiro “parece se identificar com ditaduras militares”.

“Há pouco tempo, pessoas que amam a liberdade, como eu, olhavam para o Brasil como um farol de esperança, uma vez que afro-brasileiros e especialmente mulheres afro-brasileiras estavam emergindo e trazendo demandas democráticas raciais”, afirmou.

Angela, como exemplo, mencionou Marielle Franco, vereadora do PSOL executada em março de 2018, “Quando falei em Goiânia, em 2018, mesmo que o povo estivesse em luto por Marielle, pelo golpe de Dilma Rousseff e pelo encarceramento de Lula, estava querendo lutar pela liberdade”.

Luta constante

A filósofa acrescentou: “Marielle sabia que a liberdade era uma luta constante e isso é levado em frente por quem combate a homofobia, o racismo e outras formas de opressão. Não há democracia sem a articulação de mulheres negras, porque elas representam os pobres, os indígenas, as vítimas de violência racial e os oprimidos”.

Ela também citou Preta Ferreira, líder de um movimento por moradia em São Paulo, que ficou presa injustamente por 109 dias e que conseguiu a libertação graças a um habeas corpus.

“Preta livre, e sim, pretas livres. Liberdade para as mulheres negras deveria significar liberdade para todos”, destacou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum