Ford derruba liminar na Justiça e agora pode demitir em massa na Bahia sem aval do sindicato

Empresa, que encerrou produção no Brasil, não precisa mais negociar com a categoria para demitir os trabalhadores, conforme havia sido determinado pela Justiça do Trabalho

Em decisão proferida neste sábado (13), o desembargador do Trabalho Edilton Meireles de Oliveira Santos acatou um recurso da Ford e derrubou uma liminar que proibia a empresa de fazer demissão em massa dos trabalhadores na unidade de Camaçari (BA).

Em janeiro, a montadora estadunidense anunciou o encerramento de toda a sua produção no Brasil.

No último dia 5, o juiz Leonardo de Moura Landulfo Jorge, da 3ª Vara do Trabalho de Camaçari, determinou a interrupção imediata das demissões em massa até que a empresa chegasse a um acordo com o sindicato da categoria.

Notícias relacionadas

Com a decisão deste sábado, a montadora foi autorizada a demitir mesmo que não chegue a um consenso com os trabalhadores. Ainda cabe recurso.

Na unidade de Taubaté (SP), fica mantida a decisão judicial que proibiu a Ford de demitir em massa sem acordo com o sindicato.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR