Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de março de 2018, 22h22

Instituto Vladimir Herzog apresenta projeto Usina de Valores para combater discursos de ódio

Debate transmitido online reunirá evangélicos progressistas, comunicadores e representantes LGBTs, que discutirão a questão dos direitos humanos

O Instituto Vladimir Herzog, organização sem fins lucrativos que atua na construção de uma cultura de paz e respeito para o fortalecimento da democracia, apresenta nesta quinta-feira (22) o projeto Usina de Valores. A iniciativa realizará ciclos de formações e conversas presenciais que devem envolver pelo menos 1.000 pessoas ao longo do ano, com eventos programados em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Além disso, usará as redes sociais para disseminar valores essenciais à promoção de uma cultura de direitos humanos no país.

Para abrir o ciclo de conversas, a primeira atividade será um debate transmitido pela página do Facebook do “Quebrando o Tabu, às 20 horas desta quinta. Com mediação de Flávia Oliveira, jornalista de O Globo, GloboNews, CBN e membro do conselho consultivo da Anistia Internacional Brasil, o bate-papo reunirá Ronilso Pacheco, teólogo e escritor do livro “Ocupar, resistir, subverter: Igreja e teologia em tempos de violência, racismo e opressão”; Nátaly Neri, criadora do canal Afro e Afins no YouTube e estudante de sociologia; Maria Clara Araújo, estudante de pedagogia e idealizadora do projeto “Pedagogia da Travestilidade”; Antonio Junião, cartunista e jornalista integrante do site Ponte Jornalismo; e Henrique Vieira, teólogo, ator e colunista do Mídia Ninja.

A mesa vai abordar assuntos como o aumento do discurso de ódio no Brasil, a importância do diálogo entre grupos diferentes e a influência da religião e da comunicação no atual contexto político. O bate-papo será aberto à participação online do público.

Mais detalhes sobre os conteúdos que serão trabalhados ao longo de 2018 estão disponíveis no site www.usinadevalores.org.br.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum