Intolerância religiosa: homens abrem fogo contra cerimônia de umbanda em Alagoas; mulher é baleada

Polícia ainda tenta localizar os criminosos, que fugiram do local após o atentado sem levar nada

Uma mulher que participava de uma cerimônia de umbanda em Coité do Noia (AL), na noite da última sexta-feira (23), foi ferida por tiros de arma de fogo efetuados por dois homens que invadiram o terreiro.

A principal suspeita de testemunhas que presenciaram a cena é que o crime tenha sido motivado por intolerância religiosa, visto que os homens fizeram três disparos contra os presentes sem alvo definido. Eles fugiram em uma motocicleta sem levar nada.

Publicidade
Publicidade

A vítima, que não teve o nome revelado, foi atingida com um tiro na mão e outro tiro de raspão no pescoço. Ela foi encaminhada para o Hospital de Emergência em Arapiraca. A unidade de saúde não revelou qual a condição clínica da mulher.

As pessoas que participavam da cerimônia informaram à Polícia Militar que ninguém conhecia os dois homens que efetuaram os disparos.

Publicidade

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil da cidade. Os suspeitos ainda não foram localizados.

Notícias relacionadas

*Com informações do Real Deodorense, G1, Repórter Maceió e TV Gazeta

Publicidade
Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR