Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de dezembro de 2017, 20h49

Justiça libera demissão em massa da Estácio

Ministério Público do Trabalho havia suspendido as 1200 demissões motivadas pelas novas regras da reforma trabalhista. Ideia da instituição é recontratar professores com salários mais baixos e em regimes mais “flexíveis” permitidos agora pela nova legislação

Por Redação

A Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, através do desembargador José Geraldo da Fonseca, liberou nesta segunda-feira (18) a demissão de cerca de 1200 professores da Universidade Estácio de Sá. As demissões tinham sido suspensas por uma liminar do Ministério Público do Trabalho (MPT), mas a decisão do desembargador deferiu um mandado de segurança impetrado pela instituição e autorizou a homologação das dispensas.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

A Estácio resolveu demitir os milhares de professores pouco tempo após a reforma trabalhista do governo Temer entrar em vigor. Ideia da instituição era demitir para, com a nova legislação, recontratar professores com salários mais baixos e contratos mais “flexíveis”, agora permitidos.

Essa foi a principal motivação do MPT para pedir a suspensão das demissões. Outro fator que foi determinante para tentativa de barrar as demissões foi a lista que o órgão teve acesso que apontava que a instituição estava fazendo as dispensas de forma discriminatória com relação às idades. A maior parte dos professores desligados tem entre 50 e 81 anos.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum