Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de julho de 2019, 20h44

MTST faz protesto em hamburgueria que usou violência contra mulher como marketing

“Dialogamos com o público, apresentamos três relatos de mulheres que sofrem esse tipo de agressão e uma carta do movimento repudiando a violência como marketing e como piada”, relatou Natalia Szermeta, da coordenação nacional do MTST

Fotos: Divulgação/MTST

Um grupo de mulheres do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) promoveu, na noite desta sexta-feira (19), um protesto contra uma “brincadeira” promovida pela hamburgueria Underdog, que se localiza em São Paulo.

“Na última semana, a hamburgueria publicou um vídeo no qual a chefe de cozinha aparecia com o olho roxo após apanhar por ter salgado de mais o alimento. Por isso o escracho de hoje. A violência contra a mulher não é uma piada!”, postou Guilherme Boulos no Twitter.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Natalia Szermeta, da coordenação nacional do MTST, explicou o que motivou o protesto:

“Nossa atividade de hoje foi uma intervenção na hamburgueria. Entramos com umas 30 mulheres do MTST, dialogamos com o público que estava lá, apresentamos três relatos de mulheres que sofrem esse tipo de agressão e uma carta do movimento repudiando a violência como marketing e como piada. A peça de propaganda deles é um estímulo à violência contra a mulher”, relatou.

A “brincadeira” começou no sábado (13), quando a hamburgueria publicou um vídeo no qual mostra um cliente reclamando que a comida estava muito salgada. O dono do local vai até a cozinha e “espanca” a chefe.

Em seguida, foi postada uma segunda gravação, com a chefe de cozinha trabalhando de olho roxo.

Veja abaixo a carta lida pelas mulheres do MTST:

Somente em 2018, 13 mil mulheres trabalhadoras afirmam ter sofrido algum tipo de violência no trabalho;

A cada 9 minutos uma mulher é vítima de agressão sexual;

A cada hora 536 mulheres são vítimas de violência física;

A cada dia 3 mulheres são vítimas de feminicídio.

Estamos aqui hoje porque violência não é marketing!

Violência não é piada!

A violência contra a mulher é crime!

Se você não é mulher, ou se é mulher e nunca sofreu violência tenha empatia por centenas de mulheres que amanhecem com o olho roxo.

Tenha respeito pelas milhares de famílias que choram por suas mulheres violentadas e assassinadas todos os dias neste país!

Repudiamos o marketing que utiliza a violência que nos atinge

Respeitem a nossa dor! Nosso olho roxo não é brincadeira!

Respeitem as mulheres que sofrem violência no trabalho!

Patrão que bate em empregado comete crime!

Homem que bate em mulher comete crime!

Sua “sátira” naturaliza esses crimes e faz apologia à violência que atinge as mulheres em seus lares, nos espaços públicos e de trabalho!

Lutamos pelo fim da violência contra a mulher

Lutamos por igualdade de direitos

Lutamos por dignidade!

Somos humanas, somos mulheres trabalhadoras e merecemos respeito!

Não mexam com nosso formigueiro!


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum