Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2020, 14h24

“Nunca passei por algo assim”, diz mulher chamada de “chinesa porca” no Metrô

A agressora, flagrada em vídeo publicado no Twitter, xinga asiáticos, negros e defende a escravidão

Reprodução

A estudante de Direito Marie Okabayashi ainda tenta identificar a mulher que a xingou no metrô do Rio de Janeiro na última sexta-feira (2). Em entrevista à Fórum, a jovem afirmou que nunca passou por situação parecida, apesar de já ter escutado comentários “sutis” contra asiáticos.

“Nunca passei por algo tão escancarado assim, de ser xingada em público”, declarou Marie. “Já escutei muitas coisas ruins sobre asiáticos ao adentrar em espaços, sentar do lado de pessoas… Aquela coisa sutil”, acrescentou.

A jovem ainda afirmou que pensar em entrar com ação judicial contra a mulher e segue pedindo ajuda para possibilitar a identificação. “Pretendo sim [entrar com um processo], mas como, pra piorar, ela estava de óculos escuros, gostaria pelo menos de saber mais informações sobre ela”, declarou ainda.

Em relato publicado no Twitter no sábado, Marie conta que a senhora falou atrocidades contra negros e asiáticos, tais como: “quando eu vejo um chinês eu atravesso a rua”, “não compraria uma coca fechada desse povo, porque eles contaminam tudo”; “os coreanos, tailandeses e esse resto também são um horror!”; “invadem nosso país, roubam os empregos do nosso povo, espalham doenças”; “os negros não são sujos porque os negros foram escravizados né”.

Um vídeo com trecho do discurso racista foi publicado na rede social e mostra que as pessoas que estavam ao redor da mulher ignoravam as declarações ou assentiam sem confrontar. “A única reação foi de uma menina que estava do meu lado, só balançando a cabeça em sinal de reprovação, nada mais”, contou Marie ainda à Fórum.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum