O que o brasileiro pensa?
05 de fevereiro de 2020, 12h06

Proprietário de bar em Curitiba é acusado de racismo e agressão contra mulher

“Não justifica o esbarrão que eu dei nela ali, o empurrão, que acabou acertando ela, (mas foi) em defesa do meu estabelecimento, do bar”, disse o proprietário

Foto: Redes Sociais

Arlindo Ventura, conhecido como Magrão, dono do tradicional bar O Torto, de Curitiba, é acusado por clientes de ter agredido uma jovem, na madrugada desta quarta-feira (5), após uma discussão sobre racismo na frente do bar.

Segundo a testemunha Ana Rivelles, a confusão teve início quando a vítima gritou que o proprietário tinha sido racista com ela. “Ele começou a gritar que ela não ia entrar no bar. Acho que teve um momento que ela começou a gritar mais e jogou cerveja nele. Nisso ele já foi pra cima da menina e deu um soco na cara dela. E começou a voar garrafa pra tudo quanto é lado e as pessoas começaram a correr”, disse a testemunha.

A Polícia Militar foi chamada para acalmar os ânimos e o bar foi fechado. O suspeito, a vítima e sete testemunhas foram encaminhados para o 12° Batalhão da Polícia Militar, na Saldanha Marinho, onde todos foram ouvidos e liberados em seguida. Um inquérito deverá ser instaurado.

O caso viralizou nas redes sociais e os internautas criaram um movimento de boicote ao bar e marcaram uma manifestação na frente do local para essa quarta, a partir das 18 horas.

Proprietário diz que “defendeu estabelecimento”

O proprietário do Bar do Torto, o Magrão, conversou com o veículo Bem Paraná horas depois do episódio. Ele disse que apenas se defendeu de agressões promovidas pela cliente e ainda relatou ter imagens que comprovariam sua versão dos fatos.

“Não foi dessa forma como estão destacando aí (nas redes sociais)”, disse. “Eu fui extremamente agredido também. Ela jogou um copo na minha direção, que acabou acertando uma cliente. Não justifica o esbarrão que eu dei nela ali, o empurrão, que acabou acertando ela, (mas foi) em defesa do meu estabelecimento, do bar, tudo, mas infelizmente aconteceu isso aí. Mas ela jogou cerveja na minha cara, chutou minha virilha”, disse.

Com informações do Bem Paraná e do Plural

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum