#Fórumcast, o podcast da Fórum
03 de novembro de 2019, 09h08

Vídeo: Blogueira diz que encostou em preto, ficou fedida e joga álcool pra desinfetar

Dona do perfil em que foi postado o vídeo diz que ele foi clonado, que nunca faria tal coisa e já procurou a polícia

Foto: Reprodução

Atualizado em 03/11, às 10h15

Em um vídeo que circula nas redes, uma voz de homem que não aparece, pergunta: “foi preto, né?”. Então, uma das duas  moças, vestida de coelhinha, alerta: “Não fala isso, é no Instagram”. Ai a outra responde: “pior que foi mesmo”, e as duas riem.

O caso se deu em um stories postado nas redes sociais neste fim de semana por uma moça identificada como Géssica Rauber, que se diz influenciadora digital, cujo perfil é de Santa Maria (RS). No vídeo ela conversa com uma amiga não identificada. A Géssica dona do perfil, no entanto, nega sua participação no vídeo e afirma que ele foi clonado (veja depoimento abaixo).

As duas dizem que estão indo embora cedo de uma balada, pois precisam chegar em casa e tomar logo um banho porque foram encostadas por muita gente nojenta. “Precisa passar álcool, tá fedendo mesmo”.

O perfil de Géssica no Instagram foi derrubado. Ela (ou a pessoa que o clonou) postou mensagem afirmando que é digital influencer e perdeu patrocínios por conta disso.

Foto: Reprodução

Ao ser procurada pela Fórum, Géssica Rauber, afirmou que seu perfil foi clonado e nunca participou do tal vídeo. “Um rapaz me alertou no Instagram e me mandou o tal vídeo. Eu nem sabia disso. Cara, eu tenho um filho autista, meu projeto de TCC da faculdade foi sobre adoção por casais homoafetivos, tenho inúmeros amigos negros. Você acha mesmo que eu faria algo desse tipo?”, desabafou.

Visivelmente abalada, a advogada disse ainda que tem apenas duzentos e poucos seguidores no Instagram, quase não usa redes sociais, nunca foi influenciadora digital e nunca teve patrocinadores, portanto, não poderia perdê-los. “Todos somos iguais, ninguém é melhor que ninguém. Racismo é crime, hediondo ainda. Por favor, eu vou descobrir quem fez isso comigo. Estou recebendo inúmeras mensagens me xingando, estou com medo”, disse.

Ao final da conversa, a advogada pede ainda para que sua imagem seja comparada com a das moças que aparecem no vídeo. “Olha a minha foto no Instagram e vê se eu sou alguma daquelas duas, por favor”, encerrou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags