O que o brasileiro pensa?
30 de junho de 2020, 08h48

Vídeo: Mulher que se diz “serva de Deus” é presa por homofobia após agredir atendente e quebrar loja

Após ameaçar de morte o funcionário, ela o xinga de “veadinho, bicha, odeio veado, vou te matar e veado não entra no céu”

Foto: Reprodução

Uma mulher de 42 anos, que se dizia serva de Deus, foi presa nesse domingo (28), dia do Orgulho LGBTQ+, pelos crimes de homofobia, ameaça, dano, injúria mediante preconceito, lesão corporal e tráfico de influência, em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá.

A suspeita agrediu um funcionário de uma agência de viagem no terminal rodoviário do município. De acordo com a vítima, a mulher chegou na agência a procura de passagem, mas ultrapassou o limite de distância recomendável pelas autoridades sanitárias para a prevenção da Covid- 19, distância demarcada na empresa por correntes.

Após tentar orientá-la, o jovem passou a ser ofendido pela mulher que começou a danificar objetos da empresa.

A mulher quebrou máquinas de cartão, cones, teclado, o monitor de um computador, o celular de um mototaxista, além do balcão da agência. A suspeita ameaçou de morte o funcionário e ofendeu com palavras como “veadinho, bicha, odeio veado, vou te matar e veado não entra no céu”.

Descontrolada, a mulher agredia quem se aproximava, inclusive os policiais. Resistindo à prisão, a suspeita chegou a dizer que era parente de uma autoridade do estado, na tentativa de intimidar a ação dos policiais.

Policiais foram acionados e a suspeita foi conduzida à Central de Flagrantes.

Com informações do G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum