Fórum Educação
02 de agosto de 2019, 17h30

Vivo é condenada por uso e envolvimento em trabalho escravo

Empresa trouxe pessoas do Maranhão para trabalharem em condição análoga à escravidão na construção de uma torre de telefonia: trabalhadores não receberam salário e trabalharam por um mês sem descanso e em condição de insalubridade

A Telefônica Brasil, maior empresa de telefonia móvel do país, conhecida popularmente como Vivo, foi condenada recentemente por uso de trabalho análogo à escravidão. A decisão partiu da Justiça do Trabalho do Espírito Santo.

De acordo com os procuradores envolvidos no caso, a companhia submeteu onze trabalhadores do Maranhão à exaustivas horas de trabalho sem descanso, ao longo de um mês, na construção de uma torre de telefonia no estado. Os funcionários, que já seriam pobres e foram atraídos pela oferta de trabalho, não receberam salário pelos serviços prestados e dormiam no próprio local de trabalho, sem instalações sanitárias e dormitórios adequados.

Segundo Antonio Carlos Soares, procurador que conduziu a investigação, os trabalhadores ficaram  “em situação de miserabilidade, abandonados no local da prestação dos serviços, ante a impossibilidade de retornarem para as suas casas”.

Apesar de os trabalhadores terem sido contratados por uma empresa terceirizada, a Justiça capixaba entendeu que a Vivo teria, sim, responsabilidade sobre a obra e suas condições e determinou que todas as companhias envolvidas deveriam ser responsabilizadas.

Com a condenação, a Vivo e suas contratadas foram multadas em R$ 200.000 (US$ 53.167) e ainda correm o risco de constarem na Lista Suja do Trabalho Escravo.

Em nota, a empresa de telefonia se limitou a informar que “não compactua com trabalho análogo à escravidão”.

*Com informações da Reuters 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum