Imprensa livre e independente
18 de junho de 2019, 07h55

Diretor teatral que diz ter falido após apoio a Bolsonaro vai ganhar cargo no governo, segundo ministro

Em entrevista no início do mês, Roberto Alvim disse que a sua carreira praticamente acabou “por conta do meu apoio ao presidente Jair Bolsonaro e por conta da minha admiração declarada ao professor Olavo de Carvalho”

Roberto Alvim e Bolsonaro (Reprodução/Facebook)
O ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB/RS), afirmou nesta segunda-feira (17) que o diretor de teatro Roberto Alvim, que o acompanhou à tarde em encontro com Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, vai assumir um cargo no governo. O posto, ainda não definido, será na Secretaria de Cultura, que ficou subordinada ao ministério. “Ele vai fazer parte do governo sim. O cargo ainda não está decidido”, disse o ministro. Em entrevista ao repórter Tiago Cordeiro, do jornal Gazeta do Povo, concedida no dia 7, Roberto Alvim disse que a sua carreira praticamente acabou “por conta do meu apoio ao presidente...

O ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB/RS), afirmou nesta segunda-feira (17) que o diretor de teatro Roberto Alvim, que o acompanhou à tarde em encontro com Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, vai assumir um cargo no governo. O posto, ainda não definido, será na Secretaria de Cultura, que ficou subordinada ao ministério.

“Ele vai fazer parte do governo sim. O cargo ainda não está decidido”, disse o ministro.

Em entrevista ao repórter Tiago Cordeiro, do jornal Gazeta do Povo, concedida no dia 7, Roberto Alvim disse que a sua carreira praticamente acabou “por conta do meu apoio ao presidente Jair Bolsonaro e por conta da minha admiração declarada ao professor Olavo de Carvalho”.

Ex-simpatizante da esquerda, amigo de Chico Buarque, Alvim diz que depois que resolveu apoiar Bolsonaro, afirma que a classe teatral lhe deu as costas.

A entrevista fez com que Bolsonaro entrasse em contato com ele por telefone. “Darei em breve mais notícias sobre as coisas BELAS e IMENSAS que essa conversa vai gerar!”, exclamou, sem revelar do que se tratava.

Veja também:  Danilo Gentili diz que foi demitido do SBT por criticar Eduardo Bolsonaro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum