Imprensa livre e independente
21 de setembro de 2017, 15h18

Dupla Pet Shop Boys é assaltada por travestis no calçadão de Copacabana

Os dois perderam tudo o que levavam: dinheiro e celulares, e não quiseram prestar queixa na delegacia.

Os dois perderam tudo o que levavam: dinheiro e celulares, e não quiseram prestar queixa na delegacia. Da Redação* Os britânicos Chris Lowe e Neil Tennant, que formam a dupla Pet Shop Boys, foram assaltados no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro, no dia seguinte ao show que fizeram no Rock in Rio. Os dois, que estavam hospedados no Copacabana Palace, dispensaram seguranças para dar uma volta no calçadão e foram cercados por quatro travestis armados com faca, por volta das 20:30 de sábado, quando caminhavam em direção ao Leme. Os dois perderam tudo o que levavam: dinheiro e...

Os dois perderam tudo o que levavam: dinheiro e celulares, e não quiseram prestar queixa na delegacia.

Da Redação*

Os britânicos Chris Lowe e Neil Tennant, que formam a dupla Pet Shop Boys, foram assaltados no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro, no dia seguinte ao show que fizeram no Rock in Rio.

Os dois, que estavam hospedados no Copacabana Palace, dispensaram seguranças para dar uma volta no calçadão e foram cercados por quatro travestis armados com faca, por volta das 20:30 de sábado, quando caminhavam em direção ao Leme.

Os dois perderam tudo o que levavam: dinheiro e celulares, e não quiseram prestar queixa na delegacia.

Assim que voltaram ao hotel, pediram para que seguranças passassem a acompanhá-los aonde quer que fossem. Três homens foram escalados para cuidar da dupla, e, até os dois embarcarem de volta para casa, o trio só saía de perto quando eles estavam dentro do hotel.

*Com informações da coluna Gente Boa, do Globo

Foto: The Sound Stage

 

Veja também:  Governo decide autorizar trabalho aos domingos e feriados; confira os 78 setores atingidos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum