Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

17 de junho de 2019, 15h47

É falso que governador do Maranhão trocou bandeira nacional pela comunista

Segundo site de monitoramento de fake news essa desinformação já acumula cerca de 4.300 compartilhamentos no Facebook e também se espalhou pelo Twitter durante o fim de semana

O "fantasma do comunismo". (Reprodução)

Circula no Twitter e no Facebook um post que diz que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), teria trocado a bandeira nacional pela “bandeira do partido comunista” na sede do governo do estado, o Palácio dos Leões. No entanto, a imagem que acompanha o texto é da bandeira da China, não do PCdoB, que não tem estrelas, apenas o símbolo da foice e do martelo (veja imagem). A informação foi confirmada pelo site de checagens de fake news, Aos Fatos.

Também não houve troca de bandeiras, apenas o hasteamento do pendão da China durante visita do vice-presidente e chefe de operações chinês do banco NDB (New Development Bank), Xian Zhu.

A foto utilizada pela peça de desinformação foi tirada no dia 9 de junho deste ano, quando houve a reunião entre Dino e Xian Zhu. O encontro tinha como objetivo discutir o investimento em projetos de infraestrutura do Maranhão.

Além de confundir a bandeira da China com o símbolo do partido, publicações que circularam nas redes sociais omitem que é protocolo do governo hastear a bandeira de um país em caso de visita oficial de comitiva estrangeira.

Veja também:  Perfil de Lula no Twitter comenta nova reportagem da Vaza-Jato: "A máscara deles vai cair"

Segundo o Aos Fatos essa desinformação já acumula cerca de 4.300 compartilhamentos no Facebook e também se espalhou pelo Twitter durante o fim de semana. Todas as postagens com este conteúdo foram marcadas com o selo FALSO, por óbvio.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum