FAZ O L

FMI aumenta a projeção de crescimento do Brasil para 2024 e Lula supera expectativas

Órgãos internacionais reconhecem sucesso e resiliência da economia brasileiro em meio a turbulências

Lula bota economia do Brasil para cima em um 2024 complexoCréditos: Divulgação/PT
Escrito en ECONOMIA el

O Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para cima suas expectativas de crescimento para o Brasil em 2024, agora estimando um aumento de 1,7%, em comparação com a projeção anterior de 1,5%.

O novo relatório apresentado pelo órgão prevê um Brasil resiliente e impulsionado pelo maior poder de compra interno dos brasileiros na comparação com 2023.

Medidas como o aumento do salário mínimo, redução do endividamento e controle da inflação promovidas pelo governo Lula serão importantes para o crescimento brasileiro neste ano.

FMI elogia "demanda interna"

O FMI prevê uma desaceleração com crescimento da economia brasileira em 2024 em comparação com o aumento do PIB de 3,1% registrado em 2023.

O órgão prevê, no entanto, que o crescimento do Brasil para os anos seguintes deve continuar avançando, com crescimento de 2% em 2025.

“Muitas economias continuam a demonstrar grande resiliência, com o crescimento acelerando no Brasil, na Índia e nas principais economias do Sudeste Asiático”, diz o economista chefe do FMI, Pierre-Olivier Gourinchas

“A melhoria nas projeções para o Brasil e o México reflete, em grande parte, os efeitos de transferência de uma demanda interna mais forte do que o esperado e de um crescimento superior ao previsto nas grandes economias parceiras comerciais em 2023”, diz o FMI, no relatório.

Durante a gestão Bolsonaro, o PIB brasileiro cresceu em média 1,5% ao ano. Nos dois primeiros anos de Lula, o ministro da Economia Fernando Haddad deve entregar 1% a mais de PIB na média entre 2023 e 2024 (2,4%), segundo os dados do FMI, além de índices superiores de desemprego, inflação e poder de compra.