Imprensa livre e independente
14 de abril de 2019, 11h49

Eduardo Bolsonaro pergunta qual o legado de Paulo Freire e vira piada nas redes

O deputado federal, ao sair em defesa de Olavo de Carvalho, demonstrou que não conhece o mínimo sobre a obra daquele que é considerado um dos maiores educadores do mundo; "Falta o pessoal da esquerda agora dizer quem é Paulo Freire e o seu legado na educação nacional"

Reprodução
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) virou motivo de piada nas redes sociais por desafiar “a esquerda” a dizer quem foi Paulo Freire e seu legado para a educação nacional. “Diariamente mostramos quem é Olavo de Carvalho @opropriolavo. Falta o pessoal da esquerda agora dizer quem é Paulo Freire e o seu legado na educação nacional…”, escreveu o filho do presidente em seu Twitter na noite de sábado (13). Internautas, então, resolveram aceitar o desafio e passaram a fazer centenas de postagens com referências a Paulo Freire, considerado um dos maiores educadores do mundo. Quase sempre com provocações e ironias...

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) virou motivo de piada nas redes sociais por desafiar “a esquerda” a dizer quem foi Paulo Freire e seu legado para a educação nacional.

“Diariamente mostramos quem é Olavo de Carvalho @opropriolavo. Falta o pessoal da esquerda agora dizer quem é Paulo Freire e o seu legado na educação nacional…”, escreveu o filho do presidente em seu Twitter na noite de sábado (13).

Internautas, então, resolveram aceitar o desafio e passaram a fazer centenas de postagens com referências a Paulo Freire, considerado um dos maiores educadores do mundo. Quase sempre com provocações e ironias direcionadas ao deputado federal, as postagens fizeram o termo “Paulo Freire” ir para os Trending Topics do Twitter.

Entre as respostas a Eduardo Bolsonaro ganharam destaque as que lembram que o autor de Pedagogia do Oprimido é o terceiro nome mais citado em trabalhos acadêmicos de humanas no mundo e que ele é o brasileiro com mais títulos de Doutor Honoris Causa de diversas universidades espalhadas por dezenas de países. Ao todo, são 41.

Veja também:  Fundador do "Escola sem Partido" lamenta fim do projeto e se diz decepcionado com Bolsonaro

Confira a repercussão.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum