Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

15 de março de 2019, 06h00

Eleito para Direitos Humanos da Câmara, Salomão promete defesa a minorias e movimentos sociais

Congressista diz que sob sua gestão tragédias como Brumadinho e Mariana não serão esquecidas e que diálogo com movimentos sociais terão prioridade

Foto: Lula Marques

Eleito nessa quinta-feira (14) para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDH) da Câmara, o deputado Helder Salomão (PT-ES) diz que durante sua gestão a CDH terá como missão a defesa das minorias, dos direitos humanos e dos movimentos sociais.

Ao blog o congressista observa que a CDH manterá vigilância a todo e qualquer ato de violação aos direitos humanos no País. Ele assinala ainda que, além de defender os direitos humanos de toda a população, a comissão dará atenção diferenciada às demandas das minorias.

“Agradeço a indicação da Bancada do PT e os votos recebidos para comandar a comissão mais cara aos movimentos sociais e às pessoas que promovem os direitos da pessoa humana neste País.”

O deputado afirma que conduzirá a comissão de forma democrática e republicana. “Serei o presidente em defesa dos direitos fundamentais de preservação da vida e respeitando o compromisso com os movimentos sociais, que terão aqui as portas abertas para suas demandas junto ao parlamento”, detalhou.

“Não vamos permitir também que se esqueçam das tragédias de Brumadinho e de Mariana, e dos atingidos por barragens que têm se transformado em instrumento de violações sistemáticas dos direitos humanos. Iremos debater nessa comissão ainda a Reforma da Previdência, uma vez que não é possível dissociar os direitos previdenciários dos direitos humanos”, ressaltou.

Veja também:  Amor: nova marca do Brasil no exterior sugere turismo sexual

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum