Imprensa livre e independente
09 de junho de 2019, 09h10

Elio Gaspari diz que Moro subiu no telhado

Colunista aponta que o ministro da Justiça está sendo "frito" pelo governo e coloca em dúvidas se o ex-juiz vai se segurar na pasta até novembro do ano que vem, quando abre uma vaga no STF

Sergio Moro (Foto: Divulgação/ Ministério da Justiça)
Já há alguns meses que analistas políticos vêm avaliando que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, não durará no cargo. Sua inabilidade política, somada à falta de êxito de seu pacote anti-crime no Congresso e sua vontade explícita de se tornar ministro do Supermo Tribunal Federal (STF) são os principais aspectos que levam a esse tipo de avaliação. Neste domingo (9), em sua coluna na Folha de S. Paulo, Elio Gaspari reforçou essa análise. Para o jornalista, Moro está na “frigideira” do governo porque Jair Bolsonaro acreditaria que o ex-juiz é “candidato a presidente”. Gaspari, em sua avaliação, coloca como...

Já há alguns meses que analistas políticos vêm avaliando que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, não durará no cargo. Sua inabilidade política, somada à falta de êxito de seu pacote anti-crime no Congresso e sua vontade explícita de se tornar ministro do Supermo Tribunal Federal (STF) são os principais aspectos que levam a esse tipo de avaliação.

Neste domingo (9), em sua coluna na Folha de S. Paulo, Elio Gaspari reforçou essa análise.

Para o jornalista, Moro está na “frigideira” do governo porque Jair Bolsonaro acreditaria que o ex-juiz é “candidato a presidente”.

Gaspari, em sua avaliação, coloca como exemplo da “fritura” de Moro o fato de o ministro não ter sido convidado para um café da manhã entre Bolsonaro, os presidentes da Câmara, do Senado e do STF e com os ministros da Casa Civil, Economia e Segurança Institucional.

“Ele ficou fora de todas as conversas sobre esse pacto em torno de sabe-se lá o quê”, pontuou o jornalista.

Em maio, em entrevista a Milton Neves, o presidente Bolsonaro afirmou que indicará Moro para a próxima vaga do STF pois teria um “compromisso” com o ex-juiz. Para Gaspari, no entanto, pode ser que o ministro da Justiça não se segure no cargo até novembro do ano que vem, quando abre a próxima vaga na Corte.

Veja também:  Ameaçado de morte por milícia, professor renuncia à direção do CIEP 210 no RJ

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum