Imprensa livre e independente
26 de outubro de 2018, 13h11

Elio Gaspari: “O risco de golpe está embutido na retórica de Bolsonaro”

Em artigo, jornalista que escreveu série sobre a Ditadura afirma que, desde o fim dos anos de chumbo nenhum presidente "elegeu-se sugerindo medidas que pudessem prenunciar uma ameaça às instituições democráticas".

Foto: Arquivo
Aos 74 anos, o jornalista Elio Gaspari, autor de uma série de livros sobre a Ditadura Militar no Brasil, afirmou em sua coluna no jornal O Globo desta seta-feira (26), que “o risco de golpe está embutido na retórica de Bolsonaro, de alguns de seus colaboradores e até de seguidores”. No artigo, intitulado “Não quero fazer parte disso”, Gaspari afirma que, desde o fim dos anos de chumbo nenhum presidente “elegeu-se sugerindo medidas que pudessem prenunciar uma ameaça às instituições democráticas”. “Até o dia da posse, tudo será encanto e sedução. Como ensinou Marco Maciel, ‘as consequências vêm depois’. A...

Aos 74 anos, o jornalista Elio Gaspari, autor de uma série de livros sobre a Ditadura Militar no Brasil, afirmou em sua coluna no jornal O Globo desta seta-feira (26), que “o risco de golpe está embutido na retórica de Bolsonaro, de alguns de seus colaboradores e até de seguidores”.

No artigo, intitulado “Não quero fazer parte disso”, Gaspari afirma que, desde o fim dos anos de chumbo nenhum presidente “elegeu-se sugerindo medidas que pudessem prenunciar uma ameaça às instituições democráticas”.

“Até o dia da posse, tudo será encanto e sedução. Como ensinou Marco Maciel, ‘as consequências vêm depois’. A essência da questão está na parte que caberá a cada um quando elas chegarem”, diz.

O jornalista relembra ainda a cena em que, em 1966, o marechal Cordeiro de Farias entrou no gabinete do presidente Castelo Branco para falar da possível postulação do ministro da Guerra, Artur da Costa e Silva, ao cargo de Presidente.

“No encontro, Cordeiro disse ao presidente: ‘Você é generoso com o Costa e Silva, eu sou justo. Você sabe que ele vai afundar o país, pois é incapaz, e eu não quero ter parte nisso’, relata Gaspari. “Costa e Silva assumiu em 1967 e afundou o país em 1968, baixando o Ato Institucional nº 5.

Veja também:  Fake News: Bolsominios divulgam vídeo antigo de Bolsonaro em quarto minúsculo de hotel no Japão e são desmentidos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum