Imprensa livre e independente
13 de julho de 2019, 17h28

Em lista de feitos do governo do pai, Carlos Bolsonaro cita projetos não implementados

Dos mais de 30 itens apresentados, a maioria são referentes a ataques ao serviço público, movimentos sociais e ativistas, leis de incentivo - como a Lei Rouanet - e políticas de proteção a povos em situação de risco

Carlos Bolsonaro (Reprodução/Flickr)
O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) aproveitou o sábado (13) para tentar alavancar o trabalho do pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em suas redes sociais, ele compartilhou algumas “grandes conquistas” do Governo Federal em cerca de oito meses de mandato, sendo que muitos deles nem foram implementados. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Dos mais de 30 itens apresentados, a maioria são referentes a ataques ao serviço público, movimentos sociais e ativistas, leis de incentivo – como a Lei Rouanet – e políticas de proteção a povos em situação...

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) aproveitou o sábado (13) para tentar alavancar o trabalho do pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em suas redes sociais, ele compartilhou algumas “grandes conquistas” do Governo Federal em cerca de oito meses de mandato, sendo que muitos deles nem foram implementados.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Dos mais de 30 itens apresentados, a maioria são referentes a ataques ao serviço público, movimentos sociais e ativistas, leis de incentivo – como a Lei Rouanet – e políticas de proteção a povos em situação de risco. Carlos deixou um dos destaques para o BNDES, que terá a sua ‘caixa-preta aberta pelo governo’.

A lista é subjetiva e o filho de Bolsonaro ainda pede que as pessoas enviem outras sugestões “para o nosso e-mail para que possamos sempre somar”. “Há muito mais a caminho! Não desistamos de um Brasil melhor, como quer o sistema”, destacou Carlos. Confira a listagem completa:

1 – Aprovou a MP do pente-fino do INSS, que identifica irregularidades no setor, podendo gerar economia de R$10 bilhões por ano ao país;

2 – Iniciou a construção de colégios militares, tendo como objetivo, um por cada estado até o fim de seu mandato. Ensino de reconhecida excelência diante dos resultados nacionais e internacionais;

3 – Com as reformas aprovadas, quer levar a descentralização do poder nas mãos da união, permitindo maiores recursos financeiros aos Estados e municípios. Verdadeiros conhecedores dos problemas de cada região;

4 – Abrirá a caixa-preta do BNDES. Terminou o ciclo de empréstimos bilionários a países que não podem cumprir acordos com o dinheiro público, meramente para se manterem no poder;

5 – O Ministério de Direitos Humanos vem enxugando milhões de reais com gastos desnecessários, impedindo contrato de dezenas de milhões de reais criptomoedas para índios. Identificação de aeronaves destruídas que foram adquiridas via recursos públicos e atualmente abandonadas em aeroportos;

6 – Junto ao Ministério da Economia, vitória inicial no caso do desenvolvimento de energia, iniciando processo de privatização e barateamento ao consumidor;

7 – Ministérios composto por técnicos. Algo inédito na história do país;

8 – Iniciou processo de digitalização de documentos do governo, gerando economia de bilhões em poucos anos;

9 – Redução do número de invasões de terras, sufocando o ativismo ideológico e criminoso de tais irresponsáveis. 43 em 2018 e uma neste ano;

10 – Extingue centenas de conselhos de administração pública, que no fundo são cabides de emprego, geram travamento proposital da máquina pública, economizando bilhões em gastos desnecessários;

11 – Combate ao uso irregular da lei Rouanet que tinha como fim sua utilização para atividades consideradas eleitoreiras. O foco cultural hoje está no pequeno artista;

12 – Mesmo sendo travado por outros setores do poder público, em seu governo, os índices de criminalidade e morte de policiais vem caindo significativamente;

13 – Assina ato que impede qualquer sigilo de operações de créditos bancários, como o que ocorria no BNDES, BB e Caixa;

14 – Expansão de internet para milhões de estudantes, principalmente na região nordeste;

15 – Ganha apoio dos EUA e Israel para entrada na OCDE, bloco de cooperação mútua com as maiores economias do mundo. Vai na contramão de governos anteriores que visavam políticas ideológicas, como o Foro de SP;

16 – Redução de 29 para 22 ministérios;

17 – Decreto que extingue 21 mil cargos e comissões, o Ministério da Economia estima menos R$195 milhões em gastos anuais com o dinheiro público;

18 – MP que altera a cobrança da taxa sindical, deixando-a de ser obrigatória;

19 – Acabou a necessidade de vistos para turistas dos EUA, Japão, Canadá e Austrália, obtendo resultados imediatos significativos diante do ato;

20 – Decreto que aplica critério da Ficha Limpa para nomeação de cargos em comissão;

21 – Pacote anti-crime facilitando o trabalho das policias e punindo com mais rigor criminosos;

22 – Junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia e outros inicia processo de instalação de máquinas que transformar ar em água para o Nordeste, após estreitamento de laços com Israel;

23 – Via Ministério da Infraestrutura já passou para a iniciativa privada a administração de mais de 23 rodovias, portos, aeroportos e ferrovia em todo Brasil. E muito mais está por vir;

24 – Expande acordos comerciais com a China, União Europeia e EUA;

25 – Viabiliza a captação de bilhões de reais via acordos com fins pacíficos com todo o mundo, após acordo de lançamento de satélite pela base área de Alcântara. Depende ainda da aprovação do Congresso;

26 – Implementou o décimo terceiro salário para o bolsa-família;

27 – Empresas internacionais voltam a confiar no Brasil, instalando sedes em todo território nacional, mas principalmente na região nordeste;

28 – Criou a MP da liberdade econômica, possibilitando ao pequeno investidor menor fiscalização do estado, menos burocracia e gastos;

29 – Quer reduzir impostos de produtos importados, como smartphones e tablets. Depende do Congresso;

30 – Dá protagonismo ao MERCOSUL após reunião no G20 no Japão, podendo gerar investimento de bilhões em território nacional;

31 – Com a aprovação da necessária e dolorida Nova Previdência, o Brasil passará a ter mais confiança do investidor, gerando milhões de empregos;

32 – Obviamente existem mais fatos positivos concretos. Caso se lembre, mande para o nosso e-mail para que possamos sempre somar.

Veja também:  No programa Silvio Santos, mulher responde dicas de "Bandido", "Valentão" e "Marginal": "Bolsonaro"; veja vídeo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum