Imprensa livre e independente
17 de março de 2019, 18h40

Em manifestações esvaziadas pelo Brasil, direita pede extinção do STF e intervenção militar

Protestos organizados por movimentos de direita, como o MBL, eram "em defesa da Lava Jato"; em Curitiba havia até senhora exibindo pingente de metralhadora; em São Paulo, cerca de 100 pessoas se reuniram em frente ao Masp, na avenida Paulista

Em Curitiba, manifestantes pediram "intervenção militar no STF". (Foto: Eduardo Matysiak)
Organizações de direita como o Movimento Brasil Livre (MBL) promoveram, ao logo deste domingo (17), dezenas de manifestações em inúmeras cidades brasileiras “em defesa da Lava Jato”. A mobilização nacional também era contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que direciona à Justiça Eleitoral os processos que envolvem crimes comuns ligados a crimes de caixa 2. Para os manifestantes, isso representaria o fim da Lava Jato. A grande maioria dos protestos reuniu um número de pessoas bem menor que o esperado pelos organizadores. Esvaziadas, as manifestações reuniram pessoas que pediam, por exemplo, a extinção do STF ou ainda uma...

Organizações de direita como o Movimento Brasil Livre (MBL) promoveram, ao logo deste domingo (17), dezenas de manifestações em inúmeras cidades brasileiras “em defesa da Lava Jato”. A mobilização nacional também era contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que direciona à Justiça Eleitoral os processos que envolvem crimes comuns ligados a crimes de caixa 2. Para os manifestantes, isso representaria o fim da Lava Jato.

A grande maioria dos protestos reuniu um número de pessoas bem menor que o esperado pelos organizadores. Esvaziadas, as manifestações reuniram pessoas que pediam, por exemplo, a extinção do STF ou ainda uma intervenção militar.

Em Curitiba o ato em defesa da Lava Jato aconteceu na região da Boca Maldita e reuniu algumas dezenas de pessoas. Entre os manifestantes, uma senhora exibia um pingente em formato de metralhadora.

Foto: Eduardo Matysiak, para a revista Fórum 

No Rio de Janeiro o ato aconteceu na praia de Copacabana e também contou com poucas pessoas.

Em São Paulo, sob chuva, cerca de 100 manifestantes declararam apoio ao procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol.

Foto: Roberto Parizotti

Em Brasília teve até manifestante tentando explicar o motivo pelo qual a manifestação estava esvaziada.

Veja também:  Após emendas, Bolsonaro loteia cargos para aprovar Previdência

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum