Imprensa livre e independente
24 de janeiro de 2019, 07h49

Em “portunhol”, Bolsonaro declara apoio a venezuelanos que defendem golpe: “Brasil está con ustedes”

Mais cedo, Bolsonaro, ao lado de Donald Trump, foi um dos primeiros a declarar que reconhece o líder oposicionista Juan Guaidó - que se autoproclamou presidente - como o novo chefe do Executivo venezuelano.

Em sua página no Twitter, Jair Bolsonaro (PSL) declarou em uma mistura de português com espanhol que apoia os venezuelanos que defendem o golpe contra o governo de Nicolás Maduro. “Todo apoio ao nossos irmãos venezuelanos! Brasil está con ustedes (SIC)”, tuitou o capitão. Todo apoio ao nossos irmãos venezuelanos! Brasil está con ustedes. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 23 de janeiro de 2019 Mais cedo, Bolsonaro, ao lado de Donald Trump, foi um dos primeiros a declarar que reconhece o líder oposicionista Juan Guaidó – que se autoproclamou presidente – como o novo chefe do Executivo venezuelano. Brazil recognizes...

Em sua página no Twitter, Jair Bolsonaro (PSL) declarou em uma mistura de português com espanhol que apoia os venezuelanos que defendem o golpe contra o governo de Nicolás Maduro. “Todo apoio ao nossos irmãos venezuelanos! Brasil está con ustedes (SIC)”, tuitou o capitão.

Mais cedo, Bolsonaro, ao lado de Donald Trump, foi um dos primeiros a declarar que reconhece o líder oposicionista Juan Guaidó – que se autoproclamou presidente – como o novo chefe do Executivo venezuelano.

Milhares de pessoas, no entanto, cercaram o Palácio de Miraflores em apoio ao presidente Nicolás Maduro, que garantiu que não vai ceder à nova tentativa de golpe no país. “Aqui ninguém se rende!”, exclamou.

Veja também:  Nos bastidores, Ernesto Araújo mostra desconforto com indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada, diz jornalista

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum