Imprensa livre e independente
08 de abril de 2019, 07h59

Em São Paulo, polícia matou mais de um suspeito de roubo por dia em 2018

No total, 409 suspeitos foram assassinados. Em 64 casos, o boletim de ocorrência não informa qual crime o acusado cometeu ou tentou cometer antes da abordagem da Polícia

(Arquivo)
Reportagem de Kleber Tomaz e Léo Arcoverde nesta segunda-feira (8) no Portal G1 revela que as polícias civil e militar mataram 409 suspeitos de roubo em 2018 no estado – média de mais de 1 por dia. Leia também: Militares do Exército que fuzilaram carro de família com 80 tiros no RJ teriam se enganado, diz delegado Segundo levantamento feito pelo Instituto Sou da Paz, foram analisados individualmente os casos de 785 vítimas das 863 mortas no estado em 2018. Os suspeitos de assalto representam 52,1% dos casos analisados. O levantamento aponta ainda que 92 mortes (11,7% do total) foram de...

Reportagem de Kleber Tomaz e Léo Arcoverde nesta segunda-feira (8) no Portal G1 revela que as polícias civil e militar mataram 409 suspeitos de roubo em 2018 no estado – média de mais de 1 por dia.

Leia também: Militares do Exército que fuzilaram carro de família com 80 tiros no RJ teriam se enganado, diz delegado

Segundo levantamento feito pelo Instituto Sou da Paz, foram analisados individualmente os casos de 785 vítimas das 863 mortas no estado em 2018. Os suspeitos de assalto representam 52,1% dos casos analisados.

O levantamento aponta ainda que 92 mortes (11,7% do total) foram de suspeitos de homicídio. A terceira posição da lista de delitos atribuídos aos acusados é ocupada por porte ou posse de arma de fogo, com 70 mortes (8,9% do total).

Em 64 casos analisados pelo Sou da Paz, o boletim de ocorrência não cita nenhum outro crime além de Morte Decorrente de Intervenção Policial (MDIP), classificação dada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública para confrontos que terminam com morte. Ou seja, na prática, nesses casos, não se sabe qual crime o acusado cometeu ou tentou cometer antes da abordagem policial.

Veja também:  Maia questiona competência de Eduardo e diz que foco "ideológico" não pode prevalecer sobre "questão comercial"

Leia a reportagem na íntegra

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum