Imprensa livre e independente
23 de fevereiro de 2018, 17h14

Em tom de provocação, Marina Lima e Antônio Cícero lançam o funk “Só os coxinhas”

A canção, com o linguajar do ritmo, foi baseada na farra dos guardanapos de Sérgio Cabral. Ouça aqui

Era só o que faltava. Ou não, dependendo do ponto de vista. Mas o fato mesmo é que a cantora mais sofisticada da safra do rock nacional da década de 80, Marina Lima, e – pasmem! – o seu irmão e acadêmico Antônio Cícero, um poeta de mão cheia, ou seja, a mesma dupla eternizada por “Fullgás”, acabam de lançar em primeira mão nas redes sociais o funk “Só os coxinhas”. Entusiasta do ritmo desde sempre, Marina não poupa elogios à Anitta entre outros. Dizem as boas línguas que a canção é inspirada na antológica “farra dos guardanapos”, de Sérgio Cabral....

Era só o que faltava. Ou não, dependendo do ponto de vista. Mas o fato mesmo é que a cantora mais sofisticada da safra do rock nacional da década de 80, Marina Lima, e – pasmem! – o seu irmão e acadêmico Antônio Cícero, um poeta de mão cheia, ou seja, a mesma dupla eternizada por “Fullgás”, acabam de lançar em primeira mão nas redes sociais o funk “Só os coxinhas”.

Entusiasta do ritmo desde sempre, Marina não poupa elogios à Anitta entre outros. Dizem as boas línguas que a canção é inspirada na antológica “farra dos guardanapos”, de Sérgio Cabral. O linguajar do funk, tido como vulgar pela casta abastada “coxinha” – por que não? – é predominante na provocativa letra:

Só os coxinhas, vai!
Agora abaixa um pouquinho
Agora dá um risinho
Agora solta o mindinho
Só os coxinhas, vai!
Bota o seu chapeuzinho
Sai balançando o rabinho
Agora manda um beicinho
Só os coxinhas, vai!

A letra explode no refrão e dois versos que repetem a mesma ideia de maneira alternada:

Veja também:  Por falta de lisura, Eduardo Cunha é impedido por detentos de ser juiz em torneio de futebol no presídio de Bangu

Vai, coxinha! Vai!
Vai, coxinha, vai!
Vai, vai!
E não esquece de dizer pro seu gerente
Que você está dando o seu melhor

E logo em seguida, no final:

E não esquece de dizer pro seu gerente
Que nunca ninguém foi tão competente
Vai, coxinha, vai!
Vai, coxinha!
Só os coxinhas!
Só os coxinhas, vai!

Ensaio de Marina Lima para novo CD “Novas Famílias”|| Créditos: Rogério Cavalcanti

A produção impecável, da própria Marina com João Brasil, é daquelas que deixam o ouvinte eletrizado. Lembra, e muito, Anitta, Jo Jo Todynho, Ludmilla, enfim, é funk mesmo daqueles de chacoalhar.

O clipe, que será lançado dia 3 de março, foi gravado no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. Durante as filmagens a cantora se esbaldou com o povo que passava, vendedores ambulantes e comerciantes, pondo todo mundo pra dançar.

Marina Lima no Vale Anhangabaú durante as gravações do clipe “Só os Coxinhas” || Créditos: Reprodução Instagram

No encarte do disco, “Novas Famílias”, que será lançado dia 16 de março e vai reunir 10 canções, sendo nove inéditas em parceira com o irmão Antonio Cicero, Letrux, Silva e Marcelo Jeneci, além da regravação de “Pra Começar” como faixa bônus, ela desabafa:

Veja também:  "Só reforça o que falamos", diz defesa de Lula sobre diretor da Odebrecht coagido pela Lava Jato

“Nunca me senti tão envolvida com o Brasil. A força e o engajamento que tenho visto por aí não são brincadeira e têm me dado um orgulho danado. A verdade é que existe muita gente boa, bem intencionada e talentosa se mexendo para ajudar a tirar o país desta crise. Este disco é a trilha que fiz de agora. Realista, crítica, porém cheia de amor pra dar. Tudo, tudo, tudo vai dar pé.”

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum